Temporada 2017 - 09/01/2017 15:24

Grêmio planeja elenco com 40 atletas para aguentar até 88 jogos em 2017

Com um total de cinco competições e uma hipotética participação no Mundial de Clubes, Tricolor almeja formar grupo adequado para Renato Portaluppi
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Grêmio quer trabalhar com cerca de 40 jogadores no elenco para 2017 (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

O Grêmio vibrou com a conquista do penta da Copa do Brasil e com a consequente vaga na Libertadores, mas também deparou com uma equação a solucionar para a temporada. A participação em sua 17ª edição da competição sul-americana inflou o calendário gremista, que pode chegar a 88 jogos em 2017 (em caso de disputa de Mundial) e obriga a diretoria a redesenhar a montagem do elenco para deixar um número próximo a 40 peças à disposição de Renato.

O calendário tricolor em 2017 terá, no mínimo, 63 jogos. O número leva uma conta uma temporada com Gauchão, Primeira Liga, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão, além de um torneio de verão amistoso em janeiro. Aumentará para 88 caso o clube chegue à final de todos os torneios e ainda dispute o Mundial, em caso de título no certame continental. Nas projeções gremistas, há o acúmulo de confrontos decisivos no segundo semestre, além de uma confluência de jogos pelas competições regionais e no torneio internacional durante os primeiros meses do ano.

Assim, o Tricolor trata de assegurar mais opções ao treinador para minimizar o prejuízo técnico nas competições. O planejamento inicial é usar força máxima sempre que possível, mas Gauchão e Primeira Liga são vistos como oportunidades para dar rodagem aos garotos do elenco de transição.

– Nós trabalhamos com um número em torno de 40 jogadores. (Entre Gauchão, Libertadores e Primeira Liga), depende da semana. Se puder jogar com o time principal, vamos jogar. Na semana que tiver acúmulo de jogos, vamos usar uma formação alternativa, possivelmente atletas do elenco de transição – afirma o vice de futebol Odorico Roman ao GloboEsporte.com.

Atualmente, o site oficial do clube apresenta um total de 39 jogadores no elenco de Renato Gaúcho. Descontados atletas que estão fora dos planos (Henrique Almeida e Wallace Oliveira), que deixarão o clube (Fred, Moisés e Negueba, além de Marcelo Hermes, já apresentado no Benfica) ou que não apresentam condições de jogo (Gabriel), o número cai para 32 peças à disposição do treinador. O que, em tese, obrigaria a contratação – ou a promoção – de oito jogadores.

*Sem contar amistosos e a potencial participação no Mundial de Clubes

Até o momento, a diretoria gremista anunciou a chegada de Michel, volante ex-Atlético-GO, e trabalha para oficializar outros cinco reforços ao elenco para vencer os compromissos de 2017: três atacantes, um lateral-esquerdo e um lateral-direito. O atacante Kayke, ex-Flamengo, chegou e realizou exames médicos, mas divergências em cláusulas do contrato fizeram o Grêmio desistir de sua contratação. 

Artilheiro do Campeonato Uruguaio, Gabriel Fernández é o alvo da vez para o ataque. O Tricolor chegou a acordo com o Racing, do Uruguai, e aguarda o jogador nesta semana para realizar exames médicos e assinar contrato. Cristian Colmán é outro nome analisado pelo clube, que cogita até fazer oferta e entrar na briga com o São Paulo pelo atleta. Há ainda os retornos de atletas emprestados. Casos de Fernandinho, Lucas Coelho, Yuri Mamute e Maxi Rodríguez.

Calendário atribulado é alvo de críticas

A temporada repleta de compromissos é alvo de críticas de parte do presidente Romildo Bolzan. Ainda no sorteio da Libertadores, em 2016, o mandatário reclamou da nova formatação da competição continental, imposta pela Conmebol de forma "unilateral", segundo o mandatário, e que terá compromissos até a última semana de novembro. Na visão do dirigente, há chances de perda "técnica" devido ao acúmulo de duelos decisivos na reta final do ano.

– Tem que haver uma readequação geral. Temos que compatibilizar os calendários nacionais. Se não, vai chegar ao fim do ano, com Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão e vai haver uma sobreposição de datas e disputas. Temos que trabalhar calendário ajustado com as confederações nacionais para não ser conflitante. Recebemos de maneira unilateral, veio as comunicações. Somente isso. É necessário fazer um debate para não ter prejuízo técnico para o campeonato e para os clubes – afirma o mandatário.

O elenco gremista se reapresenta para dar início aos trabalhos de pré-temporada na quinta-feira, dia 12. Ainda em janeiro, o Grêmio disputará o torneio de verão Copa de Campeões da América na Arena, com Olímpia, do Paraguai, Nacional e Peñarol, do Uruguai. A estreia na Libertadores está marcada para o dia 9 de março, contra o Zamora, na Venezuela.
Fonte: Globoesporte.com
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...