2 A 0 - 15/04/2017 18:58 (atualizado em 15/04/2017 19:09)

Chapecoense vence o JEC e conquista a Taça Sandro Pallaoro

Verdão irá disputar a final do Campeonato Catarinense contra o Avaí
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Marcio Cunha / Agência RBS

Com uma rodada de antecedência a Chapecoense garantiu o título do returno ao bater o Joinville por 2 a 0 neste sábado na Arena Condá. Foi a sétima vitória seguida no Estadual, que levou o Verdão a 22 pontos, não podendo mais ser alcançado na última rodada. De quebra, conquistou a Taça Sandro Pallaoro, que homenageia o dirigente morto na tragédia aérea da Colômbia.

A conquista do troféu era uma das metas do clube, para homenagear o ex-presidente que foi diretor no acesso para a Série C e nos acessos para a Séries B e A, além os títulos catarinenses de 2011 e 2016. Familiares de Pallaoro estiveram na Arena Condá e ficaram num camarote decorado com a foto dele comemorando um título.  Tristeza e alegria se misturaram em mais uma conquista.

O Joinville, que precisava vencer para igualar a pontuação, começou disposto a estragar a festa da Chapecoense. Em véspera de Páscoa, o Coelho marcou a saída de bola do Verdão e dificultou a chegada do time da casa. Fernandinho  fez marcação individual em Rossi. A única chance do time de Vagner Mancini nos primeiros 15 minutos foi num chute de fora da área de João Pedro, que Matheus espalmou.

O Joinville teve a chance de dar um presente para a sua torcida justamente aos 15 minutos, quando a defesa da Chapecoense cortou e a bola sobrou dentro da área para o atacante Bruno Batata, de frente para o gol. Mas o atacante acabou perdendo uma oportunidade que não dá para desperdiçar num jogo decisivo.

A partir deste lance, praticamente só deu Chapecoense. Arthur teve uma chance e cabeceou para fora. Reinaldo cobrou falta fechada na rede pelo lado de fora. Apodi ficou livre próximo da meia-lua da área, mas chutou errado. Até que aos 30 minutos, num cruzamento para a área, Danrlei lembrou o ex-goleiro do Grêmio e colocou a mão na bola. Pênalti que Reinaldo, o homem dos gols importantes, cobrou e converteu.

"O campeão voltou", começou a gritar a torcida na arquibancada, lembrando que a Chapecoense tenta conquistar pela primeira vez um bicampeonato.

No início do segundo tempo a Chapecoense foi só pressão. Matheus salvou no ângulo uma cabeçada de Arthur.  E numa finalização de Rossi, a bola raspou a trave. O Joinville tentou responder com Fernandinho, que chutou forte, cruzado, obrigando Arthur Moraes a tocar para escanteio.

Mas a Chapecoense mostrou mais força. E num contra-ataque, Túlio de Melo, que entrou no lugar de Wellington Paulista, tabelou com Andrei Girotto e marcou o segundo. Ele correu até próximo aos reservas e deu uma cambalhota antes de abraçar os companheiros.

Nas arquibancadas a torcida cantou: "É campeão".

Fonte: Diário Catarinense
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...