Eliminatórias da Copa - 11/10/2017 06:20

Messi salva Argentina, Uruguai e Colômbia classificam e Chile é eliminado

Craque argentino fez os 3 gols da vitória sobre o Equador
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

Juan Ruiz/AFP

Em noite emocionante em que cada gol mudava a tabela de classificação, Uruguai, Argentina e Colômbia selaram vaga direta para a Copa do Mundo da Rússia-2018, nesta terça-feira, enquanto o Peru vai precisar superar repescagem contra a Nova Zelândia.

Derrotado pelo já classificado Brasil, o Chile terminou na sexta colocação e não vai disputar o Mundial. Os bicampeões da Copa América (2015 e 2016) pecaram pela queda de rendimento da geração de ouro liderada por Alexis Sánchez e Arturo Vidal.

Técnico da seleção chilena, o argentino Juan Antonio Pizzi anunciou que não vai continuar no comando da "La Roja": "Eu me descarto a nível pessoal" para continuar, afirmou o treinador aós derrota por 3 a 0 para o Brasil.

Com três gols de Lionel Messi, a Argentina venceu o Equador e a altitude de Quito por 3 a 1, terminando na terceira colocação das eliminatórias e carimbando o passaporte de maneira direta, com 28 pontos.

Pressionado pela possível não participação da seleção na Copa, o que só aconteceu uma vez em 1970, Messi reagiu como craque e assumiu a responsabilidade para garantir a vaga.

Com o "hat-trick", Messi chegou aos 21 gols na artilharia histórica das eliminatórias sul-americanas. Companheiro de Barcelona, o uruguaio Luis Suárez fez dois na vitória da Celeste e também tem 21 gols.

Precisando apenas de um empate para conseguir a vaga, o Uruguai venceu a Bolívia por 4 a 2 no estádio Centenário e terminou na segunda colocação com 38 pontos. Os dois gols sofridos vieram por erros da zaga uruguaia, que fez duas vezes contra.

A Celeste voltou a se classificar de maneira direta, depois de precisar da repescagem nos Mundiais de 2002, 2010 e 2014, e ficar de fora em 2006.

A Colômbia terminou na quarta colocação com 27 pontos, depois de empatar em 1 a 1 com o Peru, que terminou em quinto (26) e vai encarar a Nova Zelândia na repescagem.

- Messi garante Argentina na Copa

Lionel Messi fez o que pediu-se do craque da seleção argentina: chamou a responsabilidade e fez todos os gols na vitória por 3 a 1 sobre o Equador. A alviceleste quebrou tabu e conseguiu vencer na altitude de Quito, graças a um jogo quase perfeito de "La Pulga".

No entanto, o início dos argentinos não poderia ser pior. Logo no primeiro minuto, o Equador abriu o placar com Ibarra, que tabelou com Ordoñez e tocou na saída de Romero.

Mas Messi começou a mostrar porque é o grande nome da seleção. O camisa 10 assumiu a responsabilidade que lhe foi atribuída e empatou o jogo aos 12 minutos. O craque tabelou com Ángel Di Maria e tocou por debaixo do goleiro.

Sete minutos depois, "La Pulga" diminuiu a pressão e virou o jogo após de aproveitar erro da zaga equatoriana. Messi roubou a bola de Aimar e fuzilou com o pé esquerdo, no ângulo de Banguera.

Na segunda etapa, não deu outra. Messi continuou pintando e bordando na zaga equatoriana e definiu a classificação dos argentinos, aos 17 minutos. O camisa 10 recebeu na entrada da área e tocou por cobertura para marcar um golaço.

"Messi não deve uma Copa do Mundo para a Argentina. O futebol deve um Mundial para Messi", manifestou o técnico Jorge Sampaoli após o fim do jogo.

"Demos um paso para outra Copa do Mundo e espero que com o tempo de preparação que tivermos possamos chegar a ser competitivos como hoje", acrescentou o treinador.

- Uruguai confirma vaga

Em um jogo de seis gols, o Uruguai fez todos - quatro a favor e dois contra - e confirmou a classificação em casa diante da Bolívia por 4 a 2.

Os comandados de Oscar Tabárez tinham a situação mais confortável, mas começaram a noite cometendo um deslize. Cáceres marcou contra, aos 23 minutos do primeiro tempo, e deixou a Bolívia na vantagem.

Mas o lateral conseguiu se redimir empatando o jogo 15 minutos depois. Na sequência, Edinson Cavani cabeceou para virar o jogo e ampliar a distância na artilharia das eliminatórias, com 10 gols.

Na segunda etapa, o pistoleiro Luis Suárez fez os gols dele aos 14 e 30 minutos, para evitar as chances de um possível tropeço em casa. No entanto, Godín fez mais um gol contra e diminuiu a distância da Bolívia no placar. Nada que colocasse em risco a classificação.

- Tite invicto elimina Chile

Garantido na Copa, o Brasil queria se despedir com bom resultado diante da torcida. Já os chilenos precisavam de um bom resultado para não precisar depender de outros resultados para se classificar.

A situação era tanta que a presidenta chilena Michelle Bachelet compareceu à Allianz Parque para apoiar o time. Mas nem a mulher mais poderosa do país conseguiu parar o ataque brasileiro.

Paulinho abriu o placar aos 9 minutos do segundo tempo, depois de aproveitar rebote de Claudio Bravo. Dois minutos depois, Gabriel Jesus ampliou após receber passe de Neymar.

Os comandados de Tite terminaram isolados na liderança da competição, com 41 pontos. Desde que o treinador assumiu o time há 12 rodadas, o Brasil não perdeu em partidas qualificatórias para o Mundial. Foram dois empates e impressionantes 10 vitórias.

Com a derrota e os resultados das outras partidas, o Chile acabou eliminado da Copa do Mundo e já pode pensar no planejamento para o Mundial do Catar, em 2022.

- Empate salva Peru e Colômbia

No duelo direto pela classificação automática para o Mundial, Peru e Colômbia demoraram para engrenar. O jogo só se definiu no segundo tempo, terminando em empate em 1 a 1 que ajudou as duas equipes a se garantirem.

Jogando em Lima, os visitantes começaram melhor mas as chances não eram muito agudas. Até o fim do primeiro tempo, nenhum time conseguiu abrir o placar.

Na volta do intervalo, no entanto, o jogo pegou fogo. James Rodríguez assumiu a responsabilidade e abriu o placar para a Colômbia, aos 10 minutos.

Mas aos 30 minutos Paolo Guerrero, atacante do Flamengo, conseguiu buscar o empate em cobrança de falta da entrada da área.

Por conta da derrota do Chile, os peruanos conseguiram a vaga para a repescagem e tem a chance de voltar a disputar um Mundial depois de 35 anos. Peru não disputa a Copa desde 1982 e vai encarar a Nova Zelândia para carimbar o passaporte para a Rússia.

- Venezuela encerra sonho paraguaio

O Paraguai começou pressionando a eliminada Venezuela, mas diminuiu o ritmo e criou poucas chances de gol no primeiro tempo. Para se classificar, precisava vencer e contar com resultado negativo de Chile, Peru e Colômbia.

Os anfitriões contavam com a derrota dos chilenos para o Brasil, mas acabaram surpreendidos pela Venezuela aos 38 minutos do segundo tempo, quando Yangel Herrera enterrou o sonho de classificação paraguaia.

"Saímos tristes. Paracia que íamos conseguir a classificação, mas fracassamos", expressou o técnico paraguaio Francisco Arce.

Já o treinador Rafael Dudamel da Venezuela indicou que recebeu telefonemas estranhos antes do jogo: "mostramos dignidade, lealdade profissionalismo... Recebemos telefonemas esquisitos, chamadas perigosas, mas não vou dar detalhes".

- Resultados da 18ª rodada da eliminatória sul-americana:
Equador - Argentina 1-3
Peru - Colômbia 1-1
Brasil - Chile 3-0
Paraguai - Venezuela 0-1
Uruguai - Bolívia 4-2

- Pts J G E P Gf Gc Dif
1. Brasil 41 18 12 5 1 41 11 +30
2. Uruguai 31 18 9 4 5 32 20 +12
3. Argentina 28 18 7 7 4 19 16 +3
4. Colômbia 27 18 7 6 5 21 19 +2
5. Peru (*) 26 18 7 5 6 27 26 +1
6. Chile (*) 26 18 8 2 8 26 27 -1
7. Paraguai 24 18 7 3 8 19 25 -6
8. Equador 20 18 6 2 10 26 29 -3
9. Bolívia (*) 14 18 4 2 12 16 38 -22
10. Venezuela 12 18 2 6 10 19 35 -16

Fonte: Diário Catarinense com AFP
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...