Amor ao próximo - 05/05/2018 16:02 (atualizado em 07/05/2018 10:23)

Apadrinhamento Afetivo comemora um ano em Maravilha

Município foi destaque no 3º Seminário Catarinense de Acolhimento Institucional e Familiar, em Florianópolis
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Fotos: Cleiton C. Ferrasso/ WH Comunicações 

O programa Apadrinhamento Afetivo – Viver em família é para todos – comemorou o primeiro ano de implantação no município de Maravilha. O projeto possibilita o apadrinhamento de adolescentes que moram nos abrigos. Atualmente, o abrigo institucional de Maravilha conta com nove adolescentes, sendo que oito possuem padrinhos e madrinhas. E para celebrar, o município realizou almoço entre as famílias no sábado (5).

A secretária de Assistência Social do município, Kathiucya Lara Immig, destaca como é a convivência das pessoas da comunidade com os adolescentes apadrinhados. “Os padrinhos têm a autorização judicial para pegar os afilhados no fim de semana, por exemplo, levar em uma viagem, jantar, passeio com a família, acompanhar o adolescente na escola ou em outras atividades que ele frequenta”, explica.

E isso tem funcionado no município. A técnica contábil Cinara Donati Roversi comenta a experiência de acolher um adolescente de 15 anos. “Sempre que tem oportunidade em família, o Marcos (afilhado) vai lá em casa. Nosso afilhado é tímido, então ele geralmente brinca com nosso filho com jogos eletrônicos”, diz Cinara.

Fotos: Cleiton C. Ferrasso/ WH Comunicações 

Destaque estadual

O projeto Apadrinhamento Afetivo de Maravilha foi destaque em Florianópolis no último dia 26 de abril. O evento, promovido pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam)  e organizado pela Escola de Gestão Pública Municipal (Egem), debateu sobre “a história das políticas sociais para a infância no Brasil no contexto do acolhimento”. A prefeita de Maravilha, Rosimar Maldaner, foi a mediadora da mesa.

A prefeita fala sobre o projeto em Maravilha. “Eu, como prefeita da Cidade das Crianças, me sinto orgulhosa de todos esses casais que estão fazendo este grande trabalho de ajudar essas crianças nesta fase da vida tão importante”, disse Rosimar.

Instituições parceiras do projeto

Em Maravilha, o projeto é organizado pela secretaria de Assistência Social; Grupo de Estudos e Apoio à Adoção de Maravilha (Geama); Poder Judiciário da Comarca de Maravilha/ Serviço Social; Forense/ Oficialato da Infância e Juventude; e Ministério Público de Santa Catarina.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Cleiton Ferrasso/ WH Comunicações
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...