Chuvas no Sul - 27/06/2014 09:54 (atualizado em 27/06/2014 09:55)

Satélite da NASA mostra que chuva das últimas 72 horas no RS e SC está entre as maiores de todo o planeta

Volume de precipitação em apenas três dias superou a marca de 225 milímetros.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Reprodução/NASA)
Em um período de comparação de 72 horas, o montante de chuva verificado entre o norte do Rio Grande do Sul e o oeste e meio-oeste de Santa Catarina destaca-se do restante de todo o planeta Terra.

A estimativa de precipitação feita através do satélite Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) da Agência Espacial Americana (NASA) mostra que o volume de precipitação em apenas três dias superou a marca de 225 milímetros.

Oficialmente, em três dias, o maior volume de chuva foi aferido em Chapecó, no oeste catarinense, onde a estação meteorológica automática operada pelo Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) computou até às 22h40min (Brasília) desta quinta-feira (26), a impressionante marca de 300,8 milímetros. 

Já a rede de estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) acusou no mesmo período, precipitação acumulada de 202,2 milímetros em Joaçaba, no meio-oeste catarinense.

Dentre as 7.482 estações meteorológicas espalhadas em todo o mundo e oficializadas pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), o maior acumulado das últimas 72 horas foi em Scoresbysund, na Groenlândia, com 478 milímetros sendo 255 milímetros apenas em 24 horas, de acordo com o banco de dados do OGIMET.

As imagens de estimativa de precipitação acumulada em 72 horas geradas pelo TRMM mostram áreas com chuva mais volumosa sobre a Ásia, mas nenhuma é tão bem definida quanto ao volume no Sul brasileiro.

Fonte: De Olho No Tempo Meteorologia
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3