saúde - 20/03/2017 14:00 (atualizado em 20/03/2017 14:27)

Ministério da Saúde habilita o Hospital Regional de São Miguel do Oeste para oferecer tratamento oncológico

O prédio anexo ao Hospital Regional de São Miguel do Oeste está sendo reformado para oferecer os serviços de quimioterapia
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Arquivo
O Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste está na lista de hospitais de Santa Catarina habilitados pelo Ministério da Saúde (MS) para oferecer tratamento oncológico. A Nota Técnica 623 de 2017 amplia a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Câncer no Estado. Nela, além do Hospital do Extremo Oeste, estão outras cinco unidades hospitalares com a habilitação para novos serviços como cirurgia e tratamento.

Os repasses para a manutenção dos serviços serão feitos mensalmente pela União e conforme a produtividade de cada hospital. Segundo o superintendente de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde (GUG/SES), Adriano Ribeiro, essa conquista é um grande avanço no tratamento oncológico catarinense. “A partir de agora, conseguiremos reorganizar a rede de atendimento à pessoa com câncer ampliando a oferta de serviços já existentes e habilitando novos. A nota técnica garante o financiamento desses serviços pelo Ministério da Saúde”, explica Adriano.

Em 2016, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, foram realizados 140 mil procedimentos de quimioterapia, 387 mil de radioterapia e 14 mil cirurgias oncológicas em SC. E foram repassados pelo Ministério da Saúde R$ 44 milhões para cirurgias oncológicas, R$ 71 milhões para quimioterapia e R$ 13 milhões para radioterapia. A expectativa, segundo Ribeiro, é ampliar em pelo menos 50% esse repasse em 2017. 

Reforma

O prédio anexo ao Hospital Regional de São Miguel do Oeste está sendo reformado para oferecer os serviços de quimioterapia. Ao todo, são R$ 405,2 mil de investimentos do Governo do Estado em melhorias. Os trabalhos incluem reforma da área de 205 metros quadrados e a ampliação de 212 metros quadrados. Entre as adequações e alterações no prédio estão: a instalação de um elevador, reforma do piso, novo layout das salas, banheiros, parte elétrica e modernização do local.

A gestão do serviço em São Miguel do Oeste ficará a cargo do Instituto Santé, administrador do Hospital Regional de São Miguel do Oeste. O Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), através de um termo de cooperação técnica, será o responsável pela implementação e acompanhamento dos protocolos assistenciais, além de se tornar a referência para a capacitação das equipes do Hospital Regional.

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste, Volmir Giumbelli, destaca que o tratamento é uma luta da comunidade e que a habilitação do Ministério da Saúde garante o trabalho que já foi realizado pelas autoridades locais. “Sabemos do desgaste que é uma quimioterapia, e ter o atendimento aqui, mais próximo, é fundamental. Além de evitar que o paciente se desloque por longas distâncias, também não sobrecarregamos o sistema”, explica.

Novos serviços:
Brusque (Hospital Azambuja) – cirurgia oncológica
Joinville (Hospital Regional Hans Dieter Schmidt) – cirurgia oncológica
São Bento do Sul (Hospital e Maternidade Sagrada Família) – oncologia adulta
São Miguel do Oeste (Hospital Regional Terezinha Gaio Basso) – oncologia adulta
Rio do Sul (Hospital Regional Alto Vale) – oncologia adulta
Chapecó (Hospital da Criança Augusta Muller Bohner) – oncologia pediátrica

Fonte: Ascom ADR
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...