DESCASO - 02/04/2017 10:10 (atualizado em 03/04/2017 13:37)

Falta de respeito: Moradores e empresários denunciam descaso na Waldemar Rangrab em SMOeste

Na noite de ontem (01) várias pessoas se aglomeraram na Rua Waldemar Rangrab, próximo à Delegacia Regional, para consumir bebida alcoólica e ouvir músicas.
2 Comentários
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: whatsapp
Desde o início da manhã do último domingo (02) o departamento de jornalismo do Grupo WH Comunicações recebeu várias reclamações e fotos que comprovam um verdadeiro descaso em São Miguel do Oeste.
Segundo relato de moradores, empresários e populares, na noite de sábado (01) diversas pessoas se aglomeraram na Rua Waldemar Rangrab, próximo à Delegacia Regional, para consumir bebida alcoólica e ouvir músicas. A grande maioria aguardava o início de um evento que seria realizado em uma casa de festas existente na mesma rua. 
Foto: whatsapp
Já na manhã deste domingo o que restou são imagens que retratam o descaso dessas pessoas e a falta de respeito com moradores, empresários e demais populares que utilizam a via pública para diversas outras atividades. Algumas pessoas registraram fotos onde se pode observar garrafas de água, latas de cerveja e refrigerante e também garrafas de vidro quebradas, que colocam em risco as pessoas que passam por ali.
O que era pra ser um momento de descontração terminou em total desaprovação por parte de moradores, empresários e populares. Foi o que disse Getúlio Gonçalves, de 41 anos, que reside nas imediações. Segundo ele, é constante a aglomeração de jovens com o intuito de consumir bebidas alcoólicas e “fazer baderna” naquela rua. O morador cita ainda, que por diversas vezes a Polícia Militar se faz presente, realiza os procedimentos necessários, porém, ao deixar o local, a “folia” volta a acontecer.
Segundo informações, o Corpo de Bombeiros de São Miguel do Oeste já atendeu ocorrências envolvendo coma alcoólico e vítimas de agressão física naquele local. 
Se não bastasse a sujeira deixada nas ruas e calçadas, a população reclama também sobre o excesso de som que parte de alguns veículos estacionados no local.
Moradores pretendem se reunir com órgãos de segurança pública para achar uma solução e resolver esse problema, que segundo eles, é constante.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Jornal O Líder / Marcos Lewe / WH Comunicações
Publicidade
Publicidade
2 Comentários
:
  • 03/04/2017
    08h46
    Daniel Fernandes
    Muito simples resolver, a Policia Militar monitora os veículos que estão estacionados e consequentemente eles vão ter que sair ai se aplica a multa por dirigir embriagado, R$ 2.934,70 na próxima semana vai fazer falta para comprar bebida.
    DENUNCIAR
  • 02/04/2017
    14h29
    Só MAIS UM
    Isso é o que acontece quando nas escolas professores desejam educar as crianças que no caso não seria função da escola mas sim dos pais que não o fazem, são duramente criticados pois coitadas das crianças vão ficar complexadas, vão é ficarem vagabundos drogados
    DENUNCIAR
Cadastro WH3