EM FORMA - 02/01/2018 15:02 (atualizado em 02/01/2018 15:09)

Dietas da moda: associação britânica lista prós e contras de cada uma

Entidade elencou os cardápios mais populares nas revistas e internet
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Reprodução / Reprodução

Dieta da lua, da água, do chá, do suco ou da sopa. Que atire o primeiro brigadeiro light quem nunca recorreu a algum tipo de dieta maluca para perder peso rápido ou amenizar a culpa pelos excessos devorados em determinadas épocas do ano. 

De olho nas dietas mais populares que circulam em revistas e pela internet, a Associação Dietética Britânica (BDA, na sigla em inglês) fez uma lista com os regimes mais comuns e os avaliou, elencando os prós e os contras de cada um. Veja o que a entidade defende:

Dieta 5:2 

O que é: baseia-se no princípio do jejum intermitente, no qual se come normalmente ao longo de cinco dias da semana e jejua em outros dois. Os adeptos dessa dieta defendem que ela, além de promover a perda de peso, protege o cérebro, podendo prevenir problemas como Alzheimer ou demência. 

Prós: é mais fácil aderir a um regime por dois dias do que sete, logo isso facilita a perda de peso. 
Contras: apesar de ter cinco dias mais flexíveis, isso não significa que todo e qualquer alimento é liberado. É preciso ter um número pré-determinado de calorias diárias. Pular refeições pode provocar irritabilidade, dores de cabeça e dificuldade de concentração. 
Veredito: essa dieta é apenas mais uma forma de reduzir a ingestão de calorias. Os estudos sobre esse tipo de regime são de curto prazo, envolvem uma amostra pequena ou são feitas em animais. É fundamental ter acompanhamento de um nutricionista para segui-lo. 

Dukan 

O que é: dieta baseada no baixo consumo de carboidratos e alto de proteínas. Dividido em quatro fases, os criadores não limitam a quantidade de comida em nenhum desses períodos. 

Prós: a perda de peso é rápida, o que pode motivar quem adere. Também é fácil de ser seguida, pois não envolve pesagem de alimentos ou contagem de calorias. 
Contras: o corte de carboidratos pode acarretar em fadiga, insônia e náuseas. A falta de cereais e frutas da primeira fase podem causar constipação. 
Veredito: apesar da perda de peso ser um fator motivacional importante, a longo prazo isso se torna insustentável e nada saudável. Não há um equilíbrio nutricional e a falta de variedade da primeira fase pode ser um fator desestimulante. 

Paleo 

O que é: a dieta da "época das cavernas" prega que a alimentação consista em tudo aquilo que possa ser caçado, pescado ou coletado - como ovos, sementes, frutas, vegetais e ervas. Fora a perda de peso, os adeptos defendem a redução no risco de diabetes, doenças do coração e câncer. 

Prós: essa dieta encoraja os adeptos a comer menos processados e mais frutas e vegetais, além de ter uma certa flexibilidade no que diz respeito a aderência ao plano. 
Contras: faltam evidências científicas para comprovar seus benefícios. Outros pontos que a entidade ressalta são que a dieta pode pesar no bolso, dependendo do tipo de carne que é comprada, e que ela não pode, definitivamente, ser seguida por vegetarianos. 
Veredito: a maior parte das dietas paleo exclui grupos alimentares importantes, aumentando as chances de deficiências nutricionais. Entre os aspectos positivos, a entidade aponta a capacidade de adaptação da paleo. Por fim, a recomendação é: se você quiser viver como nossos antepassados, melhor imitar seus níveis de atividade, ao invés da dieta. 

Dieta South Beach 

O que é: dieta que prega o baixo índice glicêmico, desenvolvida originalmente para pacientes cardíacos. Não há contagem de calorias ou porções. 

Prós: se você pular direto para a fase dois, não terá muitas restrições alimentares como nas outras dietas. O cardápio segue os princípios básicos da boa alimentação, sem eliminar grandes grupos alimentares. 
Contras: as restrições da primeira fase podem causar fraqueza, boca seca, fadiga, insônia e constipação. 
Veredito: as primeiras duas semanas são as mais difíceis, contudo, são as mais efetivas na perda de peso. Por outro lado, essas perdas não necessariamente são gordura: podem ser água ou carboidratos, que são recuperados assim que a alimentação volta ao normal. Passada fase inicial, a dieta prega uma alimentação equilibrada e com os nutrientes necessários para manter a boa saúde. 
Fonte: Gaúcha / ZH
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3