INICIATIVA - 09/05/2018 16:42 (atualizado em 09/05/2018 17:10)

Estudantes maravilhenses terão palestra do Feirão do Imposto

Evento será com os alunos da EEB Nossa Senhora da Salete e terá como tema “A participação do cidadão na gestão pública”
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Divulgação
Anualmente o Núcleo de Jovens Empreendedores, ligado à CDL e Associação Empresarial de Maravilha, realiza uma ação com o objetivo de informar e conscientizar a população acerca da alta carga tributária brasileira. Trata-se do Feirão do Imposto, uma iniciativa realizada em todo o país, por meio da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), e que, em Santa Catarina, é conduzida pelo Conselho Estadual de Jovens Empreendedores (Cejesc).
Neste ano o “Dia D” do Feirão do Imposto é 19 de maio e a mobilização tem como foco a ineficiência do poder público no uso dos impostos, usando o slogan “Pague 2 e Leve 1”. Dessa forma, cada núcleo promove atividades diferenciadas para chamar atenção ao assunto.

Em Maravilha, os nucleados estão organizando uma palestra com a promotora de Justiça da Comarca, Cristiane Weimer, para abordar o tema “A participação do cidadão na gestão pública”. O evento será na quinta-feira (17), às 19h, com os alunos da EEB Nossa Senhora da Salete, no auditório da escola.

Na visão da nucleada e coordenadora desta edição do Feirão do Imposto, Jéssica Guasselli, a burocracia do sistema tributário, aliada à corrupção, fortalece a ineficiência no uso dos impostos. “No Brasil, trabalhamos cerca de 150 dias do ano somente para pagar tributos. Isso nos coloca no ranking das 30 maiores cargas tributárias do mundo e somos o último colocado no bom uso dos recursos para benefício público. O Feirão do Imposto, nesse sentido, pede menos discursos e mais eficiência no uso dos impostos”, enfatiza.

Além da palestra no dia 17, o Núcleo de Jovens Empreendedores vem publicando, em sua página do Facebook, diversas postagens de cunho informativo, ressaltando os valores pagos de impostos em serviços e produtos de consumo popular, entre eles, acessórios, veículos, alimentos, roupas, materiais escolares, produtos de limpeza, cosméticos e outros.

De acordo com Jéssica, essa é uma forma simples de conscientizar os consumidores a respeito da realidade tributária. “Destacamos quanto a população paga de imposto, para que ela possa se questionar se a destinação está sendo feita de modo efetivo e eficiente pelos órgãos responsáveis”.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Ascom CDL/AE
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...