DE BICICLETA - 04/06/2018 12:42 (atualizado em 04/06/2018 13:39)

DE BICICLETA: Com bebê e cachorrinho, casal de colombianos faz cicloturismo pelo mundo

A família passou por São Miguel do Oeste nesta segunda-feira (4) e vai seguir viagem em direção à Argentina
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Reprodução

Escrever um livro. Este foi o sonho que levou a jovem colombiana Juliana Nauarit, de 27 anos, a deixar o país de origem para ganhar o mundo. Em junho de 2016 ela deu início à expedição, dependendo de caronas de desconhecidos pela estrada. “Meu sonho desde muito pequena sempre foi conhecer o mundo. Meu propósito na viagem é escrever um livro para que depois de um tempo eu possa publicar e ser conhecido tudo que aconteceu na viagem. Tudo que acontece eu vou escrevendo”, conta.

Na Bolívia, Juliana conheceu Moisés Diaz, colombiano de 28 anos, que partilhava o mesmo sonho: viajar pelo mundo. Camponês na Colômbia, Moisés deixou o país em meio à crise e violência. Ambos se apaixonaram e decidiram e embarcar na aventura juntos, de bicicleta. “Desde pequeno sempre gostei de bicicleta e pensei que em uma bike poderia conhecer melhor os lugares do que em um automóvel ou em uma moto. Em uma bike a gente faz exercício e conhece o caminho”, conta Moisés.  

Foto: Camila Pompeo/O Líder

Juntos, Juliana e Moisés já viajam por pelo menos dois anos. No Brasil, passaram por quase todos os estados e vivenciaram culturas e climas totalmente diferenciados. Há sete meses, do amor do casal, nasceu a pequena Sara, garotinha encantadora que atrai sorrisos e olhares preocupados por onde passa. “Não é porque viajando na rua que somos de rua, não somos maconheiros, malucos e nem fazemos coisas ruins. As pessoas acham que somos malucos por viajar com uma menina. Em 50% da viagem passamos por denúncias na polícia, no conselho tutelar”, conta o pai. 

Mas Moisés garante: a filha está em segurança e muito bem cuidada durante o trajeto. Tanto que ela parece até gostar. Durante todo o caminho, ela segue atenta em uma proteção afixada nas costas do pai. “A Sara vai nas minhas costas, ela tem um canguru, e várias proteções para sustentar a nuca dela. Amarramos três cobertas ainda, ela vai bem quieta e quente”, menciona Moisés.

Para seguir caminho, a família vive de doações ou dos trabalhos manuais, malabares e venda de doces. Quem também acompanha a jornada é a preguiçosa cachorrinha Cary, que viaja confortável na cestinha das bicicletas. “É peruana, encontrei ela no Peru no caminho a Machu Picchu e optei por trazer ela comigo”, conta Juliana. Nesta segunda-feira (4) a família passou por São Miguel do Oeste e deve seguir caminho em direção à Argentina. A intenção é voltar ao país de origem para rever os familiares e, depois, retomar a viagem.

“Às vezes, a gente enfrenta muita chuva, frio, muito sol, calor na estrada. Isso é uma experiência única, qualquer um não se atreve a sair assim como saímos. A melhor aprendizagem na vida é sair na estrada. A vida não é o que falam nas igrejas, que tem que namorar, casar-se. Não. É não deixar que a vida escape das suas mãos”, finaliza.
Foto: Camila Pompeo/O Líder
VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: WH Comunicações / Camila Pompeo
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...