ATLAS DA VIOLÊNCIA - 05/06/2018 20:33 (atualizado em 06/06/2018 08:17)

SC tem a segunda menor taxa de assassinatos no país, diz pesquisa do Ipea

O estudo analisa taxas de homicídio entre 2006 e 2016 em todos os estados do Brasil
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Atlas da violência 2018: homicídios (Foto: Juliane Monteiro/G1)
O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou nesta terça-feira (5) o Atlas da Violência 2018. No estudo, Santa Catarina aparece como o segundo estado com a segunda menor taxa de homicídios em 2016, com 14,2, o que corresponde a 984 assassinatos. A menor taxa foi a de São Paulo, 10,9.

O Atlas da Violência foi elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com dados do Ministério da Saúde. A pesquisa compilou taxas de homicídios de 2006 a 2016 para cada 100 mil habitantes.

No Brasil, a taxa chegou a 30 assassinatos para cada 100 mil habitantes em 2016. Com 62.517 homicídios, foi a 30,3, que corresponde a 30 vezes a da Europa. Antes de 2016, a maior taxa havia sido registrada em 2014, com 29,8 por 100 mil habitantes.

“Esta posição favorável de Santa Catarina no estudo se deve a uma série de fatores, entre eles, as questões culturais do Estado, a formação geopolítica e o perfil das polícias, que são muito preparadas do ponto de vista profissional, no mapeamento e enfrentamento de crises”, disse o Secretário de Estado de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior.

Outros dados

Em 2006, em Santa Catarina, foram registradas duas mortes decorrentes de intervenções policiais, enquanto em 2016 foram 20. O ano que mais teve registros no período foi o de 2014, quando ocorreram 42 mortes decorrentes de intervenções policiais.

Quando a pesquisa destaca o perfil do jovem do sexo masculino de 2015 a 2016, os homens representarem 94,6% das vítimas jovens. Santa Catarina, por sua vez, figura entre os menores índices, com 48,8, perdendo só para São Paulo que registrou 34,4.

Santa Catarina ainda aparece na pesquisa na terceira posição em 2016 entre os estados com menores taxas de homicídios de negros, com 22,4%, atrás do Paraná, com 19,0%, e São Paulo, com 13,5%.

A colocação se repete ainda no que se refere aos homicídios de mulheres, com 3,1 homicídios, perdendo para o Piauí, com 3, e São Paulo, com 2,2.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública informou que em 2018, no primeiro trimestre foram registrados em Santa Catarina 227 homicídios.

Segundo o secretário de Segurança Pública, influencia na posição favorável do estado na comparação com o resto do país os investimento na área.

“Há um investimento específico para isso. Outra questão é o recrutamento das nossas polícias, que inclui a formação nas respectivas academias, seja em direitos humanos, como na técnica da atuação profissional, além dos investimentos em tecnologia e inteligência para o combate à criminalidade”, afirmou.

Fonte: G1
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...