Contágio - 08/06/2018 15:40 (atualizado em 08/06/2018 16:03)

65% das mortes por gripe no Brasil em 2018 ocorreram pelo vírus H1N1

País teve 374 mortes por influenza até início de junho, diz governo
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Vacina previne contra H1N1 e H3N2, subtipos do vírus Influenza A, e contra Influenza B (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O Brasil teve 374 mortes por influenza até o dia 2 de junho de 2018 e 65% delas (243) foram provocadas pelo vírus do tipo H1N1, mostra o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre a gripe. O vírus H1N1 também é o que mais circula no país: dos 2.315 casos registrados, 60% das infecções ocorreram por essa cepa específica do micro-organismo.

Os demais casos e mortes foram causadas pelo influenza H3N2, com 463 casos e 70 óbitos; pelo influenza B (236 casos e 29 mortes); e pelo influenza A (221 casos e 32 óbitos).

O Ministério da Saúde informa que, na maioria das mortes (71,4%), os pacientes apresentavam outra doença quando foram infectados.

Diabetes, pneumonias e doenças cardiovasculares são condições comuns que costumam aumentar a letalidade dos infectados por influenza.

Pacientes que morreram por influenza tinham em média 52 anos. A taxa de mortalidade por influenza no Brasil está em 0,18% para cada 100.000 habitantes.

Vacinação

Aqueles com indicação para tomar a vacina contra a gripe têm até a próxima sexta-feira (15) para se vacinar, diz o Ministério da Saúde.

Até agora, a campanha atingiu 78,4% do público-alvo (41,2 milhões): 13,1 milhões de pessoas ainda devem procurar os postos de saúde para que a meta de 54,4 milhões seja atingida.

Crianças entre seis meses e cinco anos foram as menos vacinadas: 57,5% foram levadas para os postos de saúde.

O número de crianças vacinadas, contudo, aumentou em relação aos dados divulgados em maio: na ocasião, 34,9% haviam sido imunizadas.

Quem tem indicação para a vacinação gratuita:

Professores da rede pública e privada;

Profissionais de saúde;

Crianças entre 6 meses e cinco anos (estão com a menor cobertura);

Gestantes;

Mulheres com parto recente (com até 45 dias);

Idosos a partir de 60 anos;

Povos índigenas;

Portadores de doenças crônicas;

População privada de liberdade (inclui funcionários do sistema prisional e menores infratores).

Fonte: Bem Estar - G1
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...