SÃO MIGUEL DO OESTE - 21/08/2018 16:25 (atualizado em 21/08/2018 16:47)

Sindicato Rural de São Miguel do Oeste comemora 50 anos com lançamento de livro

O lançamento está programado para sábado (25), a partir das 10h30, na Casa do Criador, localizada no Parque Rineu Gransotto
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Livro marca os 50 anos do Sindicato Rural de São Miguel do Oeste - Foto: Divulgação
Comemorando 50 anos de Carta Sindical em 2018, o Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste lança o livro “50 anos de aguerrida história – trajetória de intensos desafios, iniciativas e conquistas”, de autoria de Terezinha Osmari Bagatini. O lançamento está programado para sábado (25), a partir das 10h30, na Casa do Criador, localizada no Parque Rineu Gransotto.
Presidido por Adair José Teixeira, o Sindicato dos Produtores Rurais iniciou sua trajetória em defesa do setor primário da economia em 25 de abril de 1954 com a criação da Associação Rural. Participaram da assinatura do livro de abertura 26 produtores rurais. Quatro anos depois, em 22 de junho de 1958, houve a primeira assembleia geral com eleição e posse da diretoria. A sede foi inaugurada no dia 18 de janeiro de 1966 pelo então governador do Estado Celso Ramos e o secretário da Agricultura Antônio Pichetti.
Mas foi somente em 2 de dezembro de 1966 que a então Associação recebeu a primeira Carta Sindical e, em 22 de janeiro de 1968, formalizou-se como o Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste após assembleia geral promovida no Cine União com sucesso de participação de produtores.
“Completamos, em 22 de janeiro de 2018, exatamente 50 anos de história sindical. Não seria justo deixar passar isso tudo em branco, deixar de registrar tantas boas conquistas alcançadas com dedicação constante, luta, desafios e trabalho sério, sempre honrado. Um jeito especial que, em união, encontramos de tornar públicas muitas das nossas ações e benfeitorias, as quais foram sendo somadas e alcançadas ao longo dos anos e com a participação de cada um dos envolvidos, líderes e associados”, relata o presidente, Adair José Teixeira, em sua mensagem deixada no prefácio do livro.
Teixeira, segundo também consta na obra literária, desde muito jovem reside e atua na área rural. “Em nenhum momento deixei de ser homem do campo. Com orgulho e admiração, sou empreendedor agrícola. Na minha caminhada, como trabalhador na lavoura ou como líder sindical, pude viver muitas experiências, quase todas autênticas e promissoras. Foi um excelente ensejo para registrar muitos depoimentos e tornar real a iniciativa da produção do livro, ideia que compartilhei com colegas e que há alguns anos comigo lideram o Sindicato dos Produtores Rurais”, complementa.
MAIS DE CINCO DÉCADAS DE CONQUISTAS
O livro não relata apenas uma destemida e maravilhosa história. É a reprodução em palavras de uma encorajadora e exemplar odisseia, como se fosse a própria imagem de homens e mulheres de bravura e apreço, que como conquista, vieram a criar o Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste.
Muitas foram as conquistas ao longo dos anos. Na sede da entidade, ainda no início de sua criação, foram montados silos para distribuir e multiplicar sementes de milho, arroz, feijão e amendoim. “Agricultores vinham com suas malas de 5 e 10 kg e no ano seguinte devolviam”, lembra Teixeira. Primeiro trator, primeira trilhadeira sem peneira e primeiro médico veterinário para auxiliar os produtores rurais foram alcançados por meio do trabalho árduo da diretoria sindical.
Teixeira lembra que o primeiro consultório odontológico da região foi montado no Centro de Atendimento de Saúde no Sindicato Rural. “Essa era uma preocupação central da diretoria da época, uma vez que não havia hospitais e nem postos de saúde por perto”, relembra. A eletrificação rural foi outro avanço conquistado por meio do trabalho do Sindicato. Por meio do trabalho sindical também se formou uma cooperativa de crédito e concretizou-se a parceria com o sistema formado pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), além da Confederação da Agricultura do Brasil (CNA).
As dificuldades há cerca de 60 anos eram muito grandes, lembra o presidente do Sindicato, os avanços só eram possíveis por meio de um grupo de pessoas. “Um produtor sozinho não conseguia nada, mas com a força sindical temos orgulho em dizer que garantimos preços justos às produções agrícolas de nosso município, bem como aposentadoria, qualidade de vida e saúde no campo com melhorias de estradas do interior, pontes, escolas e igrejas”, ressalta.
O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, reconhece e parabeniza o Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste pelo excelente trabalho que vem desenvolvendo em prol da agricultura do município, defendendo direitos e deveres de produtores rurais. “Nós, do sistema sindical rural, temos a honra de atuar em favor da categoria mais importante do país: os trabalhadores rurais. E em São Miguel do Oeste o resultado dessa união de esforços é contemplado no relato das conquistas feitas no livro que será lançado. Temos a grata satisfação em acompanhar essa evolução ao longo dos anos e poder contribuir com a expansão desse setor”.
Fonte: MB Comunicação
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...