segurança alimentar - 21/08/2018 17:55 (atualizado em 22/08/2018 08:32)

Mais de 20 produtores de frutas, verduras e hortaliças participam de capacitação em Descanso

Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Processo serve para identificar a origem e o manejo da produção até esta chegar ao consumidor final / Foto: Deonir Dalpias (Paulo Dim)

Uma capacitação sobre rastreabilidade dos produtos vegetais primários foi realizada na tarde desta terça-feira (21), na Câmara de Vereadores. Mais de 20 produtores de frutas, verduras e hortaliças no município participaram da atividade desenvolvida pelo governo de Descanso, por meio da Secretaria de Agricultura, Cidasc e escritório local da Epagri.

Preocupados em garantir a segurança alimentar, profissionais ressaltaram que a rastreabilidade serve para identificar a origem e todo o histórico da produção até esta chegar ao consumidor final. Com o código dos produtos será possível uma maior fiscalização por órgãos competentes e o monitoramento correto do uso de agrotóxicos.

A orientação é que o produtor faça o cadastro de produtor primário no site da Cidasc, na plataforma e-Origem, a fim de fornecer informações sobre as culturas, nome, métodos de produção, localidade e outras que são solicitadas. Com base nisso, será gerado um código do produto, que deverá ser impresso e colado na embalagem de cada alimento ou em forma de cartaz. Através deste código, o consumidor poderá verificar a localização geográfica de onde foi produzido.

Todo o processo será gratuito ao agricultor que fizer via Sigen (Sistema de Gestão da Defesa Agropecuária Catarinense). Ainda no site da Cidasc, ele terá disponível um modelo de caderno de campo a ser preenchido durante o ano-safra, registrando os tratos culturais adotados em cada cultura e local de produção.

Com base na normativa, em pouco tempo, todos os tipos de produtos vegetais primários deverão passar pelo processo de rastreabilidade, evitando punições ao produtor.

Avaliação do evento

Segundo a secretária municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Marlise Lovatel, o evento teve objetivo de capacitar e tirar dúvidas dos agricultores que comercializam produtos vegetais primários sobre as formas de cadastramento e utilização do código de rastreabilidade. 

O código é importante para oferecer maior segurança ao consumidor para saber a origem do que está consumindo, bem como ao próprio agricultor. “Isso contribui para a gestão da atividade e para a seriedade do processo produtivo, ao utilizar somente insumos permitidos de cada respectiva cultura”, destaca Marlise, ao colocar a Secretaria de Agricultura à disposição para orientação e auxílio aos agricultores nos processos de preenchimento de cadastros e cadernos de campo.

Fonte: Ascom Prefeitura de Descanso
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...