Tecnologia - 03/11/2018 13:59 (atualizado em 05/11/2018 08:28)

Início de horário de verão eleva risco de ataque a contas e aparelhos

Hora a ser adiantada pode ser usada com isca para roubar dados ou criar brecha para invasões de sistemas, dizem especialistas
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

O início do horário de verão a partir da zero hora deste domingo (4) eleva o risco de casos de golpes. Uma falha no ajuste automático do relógio em celulares e computadores pode permitir invasões de sistemas.

Neste ano, o governo federal decidiu adiar o início do horário de verão de outubro para novembro. A intenção era não confundir os eleitores durante o processo eleitoral. Isso foi o que provocou ajustes incorretos dos relógios em equipamentos eletrônicos nas últimas semanas.

"Os sistemas automáticos de mudança de horário funcionaram bem por nove anos consecutivos, porque não houve uma mudança na data de início do horário de verão. Apesar de a medida ter sido anunciada com uma certa antecedência, algumas empresas não se adequaram e ocorreram as falhas recentes", afirma Antônio Moreiras, gerente  de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br

O relógio de um equipamento eletrônico não serve apenas para exibir o horário correto. Existem alguns softwares e servidores que utilizam o tempo também como um recurso de segurança. 

"É preciso que os relógios das máquinas estejam sincronizados para que os sistemas funcionem de maneira integrada. Essa informação garante desde a proteção de uma mensagem criptografada até o uso correto de um dado em uma investigação criminal" afirma Moreiras.

A hora e o minuto exato de cada ação pode ser registrado para identificar qual usuário estava logado em um sistema e quais ações foram realizadas em um determinado dia e hora. O especialista afirma que esses registros costumam ser precisos e podem até serem usados como pistas em casos de crime cibernéticos.

Os possíveis problemas

Por conta da necessidade de sincronia de horário, algumas pessoas podem enfrentar falhas com aplicativos que fazem agendamentos durante o fim de semana.

"Serviços de reserva de voos e de hotéis e também aplicativos de bancos podem ter alguma falha com a mudança no horário. O login nessa plataforma podem ser afetados pela falta de sincronia entre o equipamento do usuário e o servidor da empresa", diz Moreiras.

Um outro problema é a vulnerabilidade das empresas no momento em que ocorrer a alteração dos relógios. Essa pode ser uma brecha para roubados informações ou instalar programas espiões.

"No ambiente corporativo, os hackers podem fazer uma sequência de ataques para provocar uma lentidão do sistema ao atualizar o horário. As máquinas ficam esperando uma resposta do servidor e permitem uma brecha que pode ser usada para invasão", afirma Humberto Sousa coordenador acadêmico do curso de defesa cibernética da FIAP.

Um novo golpe

Ao longo deste ano, vários golpes surgiram a partir de assuntos de grande repercussão na internet como Dia das Mães, Páscoa, Dia dos Namorados e eleições. A mudança no horário neste fim de semana também pode ser usada como isca para práticas de phishing, golpes que rouba dados pessoais a partir de links falsos.

"É muito comum nesses momentos conturbados o aumento dos casos de phishing. São envidas mensagens ou e-mails que prometem ajustar o horário automaticamente, mas escondem vírus e links falsos", alerta Sousa

A pessoa que clica em um link malicioso é convencida a preencher cadastros com dados pessoais. Por ser uma ação voluntária não existe um antivírus capaz de impedir o golpe.

"Ao receber uma mensagem suspeita, o link enviado pode conter indício de que algo está errado. O endereço da página pode conter erros ou até elementos desconhecidos", afirma Sousa. 

Manual ou automático?

Quem tiver compromissos no domingo, como o Enem, e está com medo de perder o horário deve ficar atento para garantir que o relógio teve o ajuste correto durante a madrugada.

"Para evitar erros, o melhor é ajustar o relógio manualmente na noite de sábado e desligar a atualização automática e evitar de correr o risco", oriente Moreiras.

Fonte: R7
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...