Deeksha - 24/05/2014 10:02 (atualizado em 24/05/2014 10:39)

“Despertar é o propósito da vida”

Oneness, o Movimento da Unidade, começou na Índia e mais de cem milhões de pessoas em todo o planeta estão experienciando o fenômeno divino conhecido como Deeksha, o qual inicia um profundo processo de despertar espiritual na pessoa
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

Não se trata de uma nova religião, de uma seita ou filosofia. A Deeksha, ou Diksha, como se pronuncia, é uma energia sutil transmitida por uma pessoa iniciada na Unidade.A Bênção da Unidade (Deeksha) é uma energia doada através da imposição das mãos de um DeekshaGiver sobre a cabeça do receptor, que visa o Despertar e a Ampliação da Consciência. Em São Miguel do Oeste, uma destas Deeksha Giver é Lia Caroline Lorenzini Gerber, que teve o primeiro contato com essa energia no ano passado e agora faz planos de ir até a Índia fazer novos cursos sobre a Unidade. Para fazer parte do Movimento Oneness, Lia salienta que não há relação alguma com religião, mas é preciso acreditar na capacidade de transformar a própria vida, então já fará parte do movimento. 

O Movimento Oneness, ou Movimento da Unidade, não é religião, pessoas das mais variadas religiões podem ser doadores de Deeksha, treinadores da Unidade ou fazer os processos da Oneness ou os rituais. “Todas as religiões são profundamente respeitadas, pois não existiria a verdadeira Unidade se não fosse assim. Posso dizer que o Movimento Oneness é uma ferramenta para melhoramento pessoal, pois um ‘desperto com consciência ampliada’ é alguém melhor em todos os campos de sua vida”, diz Lia.

A DeekshaGiver, Lia, explica que uma pessoa Desperta, num mínimo grau que seja (existem vários), consegue experienciar a vida com mais intensidade. “Na verdade, apenas um Desperto vive realmente! Nós, não despertos, passamos nossa vida simplesmente existindo, não tomamos consciência dela. Fazemos as coisas pensando no passado ou no futuro, nunca estamos no presente; pensamos em Deus como algo fora de nós e, principalmente, lutamos contra o fluir da vida, não aceitamos as situações como elas se apresentam e isso é a fonte de todo o sofrimento”, argumenta. 

Lia diz que um dos precursores da Deeksha, o indiano Bhagavan, acredita que as pessoas são exatamente como deveriam ser e não precisam mudar, e a resistência que as pessoas têm é o que as impede de viver. A transformação começa quando a pessoa se reconhece e aceita como é, e o despertar é o momento em que a pessoa se aceita como é por completo, aceita o outro e as situações. 

Como surgiu a Deeksha

Sri Amma Bhagavan, precursores da Deeksha na Índia / Reprodução

A Deeksha surgiu na Índia e seus precursores são os assim denominados Sri Amma Bhagavan. “Esse casal, Avatares de uma Consciência Elevada, trouxe essa energia a fim de ajudar a humanidade a alcançar esse estado de Unidade. Eles são Despertos desde muito cedo. Sri Bhagavan (o homem), formado em matemática, é Desperto desde os quatro anos de idade e tem o moola mantra (mantra cantado para Unicidade com Deus) em sua mente desde quando era criança. Sri Amma (a mulher) sempre teve amor e compreensão com todos ao seu redor”, conta Lia. 

O casal de indianos iniciou seu trabalho espiritual na década de 80, com uma pequena escola no interior da Índia, onde davam aula para crianças de uma aldeia. Lá eles se preocupavam com a felicidade das crianças, não apenas com seus conhecimentos técnicos. Após isso, quando passaram a irradiar a energia da Bênção da Unidade, começaram seu trabalho mundial e hoje existe a Oneness University (Universidade da Unidade), por onde passam, mensalmente, milhares de pessoas, visando seu aprofundamento espiritual através do Despertar e da Ampliação da Consciência. Aquelas crianças que foram alunas de Bhagavan hoje são monges na Oneness University.

Ao longo da juventude, Sri Bhagavan assumiu uma profunda intenção (ou “sankalpa” em sânscrito) de encontrar uma forma de ajudar todos os homens e mulheres, independentemente de origem, crença, estilo de vida ou associação religiosa, a dar aquele salto para uma experiência livre e desimpedida do Divino que, antes, estava disponível apenas para os místicos. Ele conheceu Sri Amma e descobriu que ela tinha o mesmo desejo e a mesma intenção. Eles casaram-se em 9 de junho de 1976.

Com Sri Amma agora como companheira dele, fundaram a escola Jeevashram em 1984. Essa instituição devotada a educar e a amar os estudantes de modo holístico, tornou-se o berço do fenômeno Oneness.Assim que a Benção (Deeksha) começou a fluir através dos jovens estudantes, Sri AmmaBhagavan constatou que essa energia foi concedida para o benefício de toda a humanidade, não para liberar uns poucos escolhidos, mas para compartilhar a graça da Benção da Unidade com toda e qualquer pessoa que estivesse procurando transformação, cura e uma vida significativa e repleta de alegria.

Sri AmmaBhagavan acredita que experienciar é um requisito para uma vida vivida de forma plena, e que toda e qualquer coisa, se experienciada completamente, independentemente de ser difícil ou trágica, no devido tempo transforma-se em alegria.

Benção da Unidade - O fluir da vida longe da resistência 

O Deeksha prega que a vida deve ser vista sem resistências e seguir o fluxo e deixar fluir é o caminho para conquistar a felicidade e a plenitude da consciência 
DeekshaGiver de São Miguel do Oeste é Lia Caroline Lorenzini Gerber - Foto: Débora Ceccon/ O Líder 

Um Desperto não vê a chuva, o sol forte, o desemprego ou mudanças de planos como problemas, mas aceita o fluir da vida. Conforme Lia, Bhagavan diz que as pessoas não fazem escolhas e elas têm um livre arbítrio maquiado, e acredita que a vida acontece como deve acontecer. A Ampliação da Consciência tem a ver com a capacidade de cada um de se sentir Uno com os demais seres. “Existem também vários graus de ampliação de Consciência, mas na medida em que se vai alcançando graus mais elevados, o indivíduo começa a perceber algo que é fato: a ideia de ser alguém separado do restante do universo é ilusão. Nós sofremos dessa ilusão em razão da dominação da nossa mente sobre nós, e à medida em que começamos a usar a mente e não a sermos usados por ela, alcançamos graus mais elevados de Consciência e passamos a viver essa Unicidade. Por isso essa energia chama-se Bênção da Unidade, pois acelera esse processo de Despertar e de Ampliação de Consciência, que são um caminho natural de cada ser humano”, explica Lia.

Qualquer pessoa pode se tornar um doador da Bênção da Unidade (DeekshaGiver), basta fazer o curso "Despertando na Unidade" e passar pelo MukthiDeeksha (iniciação).Lia teve contato com a Deeksha há vários anos, quando recebeu, pela primeira vez, a Bênção da Unidade de uma amiga. Desde então nunca mais havia recebido Deeksha e, menciona, inclusive, que havia esquecido o assunto. “Mas no final do ano passado recebi um e-mail convidando para fazer o curso Despertando na Unidade em Florianópolis. Sem entender muito bem o porquê, resolvi fazer o curso e foi simplesmente transformador. Não tenho como descrever o que acontece, pois os processos e meditações que fazemos são simples, mas despertam, em cada um, emoções e recordações libertadoras”, revela. Lia acrescenta que cada pessoa passará os seus processos e nunca será igual. Recentemente Lia trouxe para São Miguel do Oeste a trainer que a iniciou em Deeksha, a qual iniciou outras quatro pessoas.

Lia é DeekshaGiver (doadora da Bênção da Unidade) desde novembro de 2013 e participa do Movimento da Unidade doando essa energia. “Conduzo um grupo de meditação ao qual faço a doação de Deeksha, todas as segundas-feiras, às 19h30. A doação de Deeksha, neste caso, é gratuita, mas sempre peço às pessoas que vão receber, em nome da Lei Universal do Pagamento, que doem dinheiro ou trabalho a qualquer instituição da cidade, ou família carente”, explica.

Lia diz que uma pessoa desperta ajuda ao próximo pelo simples fato de estar próximo a eles, é como se uma energia vibracional ajudasse a aumentar a vibração do outro.  Conforme ela, as mudanças não ocorrem da noite para o dia, mas sutilmente elas vão ocorrendo no ser Desperto. “Antes do curso eu achava que amava Deus, mas depois do curso descobri que esse amor é gigante, e em razão deste amor quero conseguir não oferecer mais resistência a ele e deixar ele agir. É engraçado, parece muito simples e de fato é simples parar de oferecer resistência, mas nossa cultura insiste em dizer que tudo tem que vir com esforço. E não tem. A prosperidade, qualquer coisa na sua vida, é Deus quem vai te dar, você só precisa parar de oferecer resistência a Ele e fazer as coisas que aparecem no caminho, e só”, declara Lia.  

Atualmente Lia está levantando fundos a fim de ir à Oneness University, na Índia, para fazer os cursos Deepening e Trainer, os quais a possibilitarão o Despertar e a Ampliação de Consciência, ao menos num grau pequeno. “Com esses cursos também serei capacitada a conduzir iniciações. Os custos com a viagem são bem elevados, mas acredito que conseguirei arrecadar os valores necessários até janeiro de 2015”, adianta. Para auxiliar na arrecadação de fundos, Lia irá promover uma oficina de filtro dos sonhos, no dia 29.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Débora Ceccon/ O Líder
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...