Pesquisa - 09/01/2017 16:45 (atualizado em 10/01/2017 15:11)

Pesquisa sísmica busca localizar petróleo e gás natural na região

Estudo realizado na BR-163 e SC-473 é coordenado pela ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Antonio de Souza/ Portal Tri

A empresa Global Serviços Geofísicos Ltda, contratada pela ANP - Agência Nacional do Petróleo, realiza pesquisa sísmica na região de fronteira. Segundo a ANP, os estudos iniciaram em 2015 e ocorreram na Bacia Sedimentar do Paraná, que abrange municípios dos estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina, incluindo os municípios de Dionísio Cerqueira, Guarujá do Sul, ão José do Cedro, Guaraciaba, Anchieta e Campo Erê.

Aqui na região os trabalhos serão desenvolvidos na BR-163 (trecho Dionísio Cerqueira à Guaraciaba) e na SC-473 (entre Guaraciaba, Anchieta e  Campo Erê), entre os dias 9 à 19 de Janeiro.

A intenção é conhecer as camadas de rochas existentes embaixo da terra. Para coletar os dados, usam-se caminhões vibradores que possuem equipamentos especiais capazes de gerar ondas sonoras que penetram no subsolo. Essas ondas retornam para a superfície e assim é possível ver o que acontece nas profundezas, numa lógica semelhante às imagens de ultrassom do corpo humano. A pesquisa possibilita avaliar se a configuração geológica é favorável à geração e acumulação de petróleo ou de gás natural e não é nociva ao meio ambiente.

Conforme a ANP, a Bacia do Paraná tem potencial para descobertas de gás. Contudo, o estudo é regional e serve para reconhecer as camadas rochosas que ocorrem no subsolo. A pesquisa sísmica não é suficiente para provar a existência de petróleo e/ou gás natural. Somente a perfuração de poços é capaz de comprovar a ocorrência de petróleo embaixo da terra.

Um fato lembrado pela Agência Nacional é de que a localização de algumas dessas fontes não renováveis poderá atrair muitos investimentos, criando postos de trabalho e riquezas para os municípios.

Na região de fronteira, assim como nos demais municípios, a pesquisa é realizada às margens da rodovia. Assim que o trabalho de coleta de dados encerrar, as informações serão processadas e entregues a empresa ANP até o segundo semestre de 2017.
Fonte: WH Comunicações com informações da ANP e Portal Tri
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...