EXPERIÊNCIA - 04/11/2017 12:15 (atualizado em 06/11/2017 07:43)

Ensaios com variedades crioulas de milho doce são implantados em Guaraciaba e Anchieta

Objetivo da atividade é avaliar o potencial agronômico e bioquímico destas espécies de cultivo
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Divulgação

Nesta época de plantio, foram implantados, em Guaraciaba e Anchieta, três ensaios com variedades crioulas de milho doce. As sementes das variedades foram coletadas com famílias agricultoras nos municípios de Anchieta e Guaraciaba em 2013. O trabalho é parte da pesquisa de doutorado da estudante, Rosenilda de Souza, do Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Rosenilda é integrante do Núcleo de Estudos em Agrobiodiversidade (NEABio), coordenado pela professora Juliana Bernardi Ogliari, que há mais de 15 anos desenvolve pesquisas com sementes crioulas na região do Extremo Oeste de Santa Catarina. O objetivo dos ensaios com milho doce é avaliar o potencial agronômico e bioquímico das variedades, bem como gerar subsídios para o desenvolvimento de um programa pioneiro de melhoramento genético participativo de variedades crioulas de milho doce, em Santa Catarina, que também beneficiará iniciativas de conservação ‘on farm’ pelo uso.

Em Guaraciaba o ensaio foi instalado na propriedade de Bioconstrução da família de Ricardo e Letícia Scalco, na Linha Indiozinho. No município de Anchieta, nas unidades de produção familiar de Deogênio e Mônica Alberton, na Linha São José, e de Larinei e Roselei Wille, na Linha Aparecida.

A implantação contou com a participação e colaboração das famílias, das integrantes do Movimento das Mulheres Camponesas de Anchieta (MMC), do parceiro local de Guaraciaba, Adriano Canci, e do extensionista Jacir Strapazzon do escritório local da Epagri de Anchieta.

A doutoranda Rosenilda frisou a participação das mulheres e das crianças na semeadura. Ressaltou a importância do conhecimento das mulheres na conservação das sementes crioulas e do incentivo às crianças a continuar o trabalho desenvolvido pelos pais junto ao manejo dos recursos genéticos. 

Buscando incentivar e difundir o consumo de variedades crioulas de milho doce conservadas por agricultores familiares do município e tendo em vista que o principal deste tipo de milho é o consumo in natura, serão realizados dias de campo nos ensaios quando as plantas estiverem na fase de milho verde, previsto para acontecer em janeiro, informou.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Raio de Luz FM / Inácio Rohden
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...