exames para Covid-19 - 29/06/2020 17:15

OUÇA: Farmacêutica explica como é realizado o teste rápido para detecção do Coronavírus

Se o exame apontar resultado positivo, é feita a notificação à Vigilância Sanitária e encaminhado ao Centro de Triagem para acompanhamento médico do paciente
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

Farmacêutica da Farmácia São Miguel Gabriela Marcon / Foto: Luciane Mozer / 103FM

O programa Atualidades, da 103FM, recebeu nesta segunda-feira (29) a farmacêutica da Farmácia São Miguel Gabriela Marcon, que falou sobre os teste rápidos para Coronavírus. A farmacêutica destacou que não é necessário encaminhamento médico para a realização do exame na farmácia, qualquer pessoa que tiver interesses em realiza-lo pode agendar seu atendimento pelo 3631 4900 e fazer a coleta. O exame é feito em sala anexa. O valor fica entre R$ 159,00 e R$ 179,00. “A orientação é que o teste seja feito nove dias após o contato com pessoas contaminadas ou do aparecimento dos sintomas, pois o exame detecta anticorpos, e este é o tempo médio para que nosso corpo produza estes anticorpos. Não é um teste que detecta o vírus propriamente dito”, explica.

Se o exame apontar resultado positivo, é feita a notificação à Vigilância Sanitária e encaminhado ao Centro de Triagem para acompanhamento médico do paciente. A farmacêutica explica que o exame é confiável e que é muito raro ter um “falso positivo”.

O teste rápido é feito com uma gota de sangue. São três tipos de teste rápido: o que detecta anticorpos totais (que permite saber se a pessoa teve contato com o vírus, mas não se está com o vírus no momento da coleta); o teste de anticorpos IGM e IGG (que é o realizado na farmácia) que permite diferenciar se a pessoa está com a doença ativa no momento ‘IGM’ e estaria transmitindo ou se a pessoa já desenvolveu o ‘IGG’ que é quando o corpo já desenvolveu o anticorpo de memória imunológica; ainda há outros exames rápidos que detectam o antígeno propriamente dito. Ainda há o exame feito por secreção, indicados a partir do terceiro dia, realizados em laboratório.

A farmacêutica lembra da necessidade de manter os cuidados básicos de higiene, como lavar as mãos frequentemente e utilização do álcool em gel, e cuidados com a utilização das máscaras, que devem cobrir o nariz e a boca e serem trocadas pelo menos duas vezes ao dia, além de também serem higienizadas sendo lavadas com água e sabão e após secas passar à ferro.

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Redação WH Comunicações / Silvana Ruschel
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...