Temporada 2019 - 05/12/2018 11:22 (atualizado em 05/12/2018 11:29)

Proposta de consenso não avança e Chapecoense terá disputa eleitoral

Eleição está marcada para a próxima segunda-feira
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Depois de garantir permanência na Série A clube vive agora clima eleitoral. Podem votar os 200 conselheiros do clube Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Depois de mais uma reunião na Associação Comercial e Industrial de Chapecó, com o objetivo de buscar um consenso entre as chapas inscritas para a eleição da Chapecoense, não houve consenso e a disputa eleitoral deve se concretizar. 

Dois representantes de cada chapa participaram do encontro mas há restrições de nomes entre as chapas o que impossibilita o acordo.

A eleição está marcada para a próxima segunda-feira, às 18h30, no Centro de Cultura e Eventos Plínio David de Nes Filho. Podem votar os 200 conselheiros. Em caso de ausência podem ser convocados os suplentes.

Um movimento de oposição já foi criado há vários meses. Inclusive na renovação de 40 conselheiros havia inicialmente duas chapas mas, posteriormente, foi encontrada uma nominata de consenso entre as duas chapas. O mesmo não está acontecendo para a eleição, que já foi conturbada, com pedidos de impugnação de ambas.

Por fim, resolvidas as questões de impugnação, as chapas que vão à disputa são as seguintes:

A chapa “Juntos Pela Chape” tem o atual presidente, Plinio David De Nes Filho como candidato à reeleição. Os demais cargos são os seguintes: Luiz Antônio Danielli (vice de marketing e patrimônio), Cleimar João Spessato (vice de futebol), Cesair Bartolomei (vice jurídico) e Rudimar Bortolotto (presidente do conselho deliberativo).

A chapa “Renovação, transparência, competência, honestidade” tem o diretor das categorias de base, Cezar Antonio Dal Piva, como candidato a presidente. Os demais cargos são os seguintes: Diógenes Lang (vice administrativo e financeiro) Arthur Losekann (vice de marketing e patrimônio), Evandro Baldissera (vice de futebol), Írio Grolli (vice jurídico) e Érico Tormen (presidente do conselho deliberativo).

Fonte: Diário Catarinense
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...