FUTEBOL - 21/08/2019 15:36

Atletas do Figueirense chegam a Florianópolis após confusão em Cuiabá e recebem apoio

Grupo de torcedores se reuniu no saguão do Aeroporto Hercílio Luz para recepcionar os jogadores
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Zé Antônio diz que espera demissões em massa de atletas após atitude em Cuiabá(Foto: Gabriel Lain/Diário Catarinense)

Um grupo de torcedores esteve no saguão do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, para recepcionar os jogadores do Figueirense, na manhã desta quarta-feira (21). Apesar de o Figueira ter perdido a partida contra o Cuiabá por não ter entrado em campo, por W.O, os atletas receberam apoio das pessoas que aguardavam o desembarque.

A Polícia Militar esteve presente no aeroporto, para acompanhar a manifestação e evitar qualquer confusão, mas não houve nenhum problema. A aeronave pousou às 11h e cerca de 20 minutos depois os atletas estavam no saguão do aeroporto. 

Os torcedores aplaudiram os atletas, que se aglutinaram próximos à porta da área de desembarque. Depois de serem recebidos pela torcida, o capitão do time, Zé Antônio, falou com a imprensa em nome do grupo de jogadores. Ele disse que não foi fácil tomar a decisão de não disputar a partida contra o Cuiabá.

— Ontem (terça-feira), para a gente, foi um dia muito difícil. Não foi fácil tomar a decisão que a gente tomou. Foi com muita dor no coração que a gente tomou essa decisão. Mas a situação é muito difícil — disse.

O jogador também ressaltou a possibilidade de os jogadores serem demitidos pela diretoria. Ele diz que essa pode ser uma consequência pela atitude dos atletas.

— Nada concreto, mas a gente não espera muita coisa diferente disso — afirmou.

Os jogadores não entraram em campo alegando que o clube está com os pagamentos de salários e direitos de imagem atrasados, além de pendências com atletas das categorias de base e também outros funcionários. Os atletas dizem que estão em negociação há várias semanas, mas ainda não houve uma resolução do problema.

Na sexta-feira (16), o grupo não compareceu ao treino que estava marcado. No dia seguinte, eles enviaram uma notificação extrajudicial ao clube, admitindo a possibilidade de greve. Apesar da confusão, os atletas chegaram a viajar até Cuiabá, na segunda-feira, dizendo que esperavam uma proposta do Figueirense para acertar os débitos, o que não aconteceu. Com isso, os jogadores resolveram desistir de disputar a partida, cedendo a derrota por 3 a 0 ao Cuiabá.

Em nota, a diretoria do Figueirense disse que a decisão de não jogar partiu exclusivamente dos jogadores, sem envolvimento da comissão técnica e de setores administrativos. Os atletas, por sua vez, afirmam que ninguém os procurou para tentar resolver o impasse.

Chegada ao Scarpelli

O ônibus com a delegação foi até o estádio Orlando Scarpelli escoltado por batedores da PM. O veículo parou em frente ao portão 3. No desembarque dos atletas - e apenas dos atletas - um grupo de torcedores, entre eles da torcida organizada, da calçada aplaudiu os jogadores. Em seguida os atletas do Alvinegro entraram em seus carros e começaram a deixar o estádio. 

Não há treinamento previsto para a tarde desta quarta-feira. A reapresentação está prevista para esta quinta-feira. 

Fonte: NSC
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...