ESPORTE - 08/12/2019 18:13 (atualizado em 08/12/2019 18:36)

Em clima de despedidas, Inter vence de virada o Atlético-MG no Beira-Rio

Time colorado saiu atrás, mas virou com gols de Guerrero e Cuesta nos minutos finais
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Paolo Guerrero (C) marcou o gol do Inter, no segundo tempo (Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS)

Antes do jogo, vaias na despedida do técnico Zé Ricardo, que ainda tentou ganhar o carinho dos colorados começando o jogo com Sarrafiore - logo na partida que não valia quase mais nada. Logo a cinco minutos, a defesa colorada afastou mal a bola, o Atlético-MG a recuperou com o veterano Di Santo, que passou para Otero. O venezuelano recebeu na área. Deu um drible que deixou Heitor completamente perdido na jogada, e bateu sem chances para Marcelo Lomba. De cara, o Inter levava 1 a 0 em casa. 

O Inter tentava avançar. Com morosidade. Aos 21 minutos, Natanael cruzou na área, e D'Alessandro pegou de primeira, por cima. Depois, Cuesta, de bicicleta, também por cima, levou perigo ao gol mineiro. Aos 32, nova chegada do Inter. Após cruzamento na área, Victor cortou mal e, no rebote, Sarrafiore bateu com categoria, obrigando Victor a fazer uma grande defesa para se recuperar.

Já nos acréscimos, o Inter criou nova chance, quando após cobrança de escanteio, Edenilson cabeceou sozinho, na risca da pequena área, para fora. D'Alessandro ainda tentou marcar por cobertura em Victor, mas Maidana salvou de cabeça.

No segundo tempo, o Inter seguiu buscando o empate, mas já sem o mesmo vigor. Aos 10 minutos, Guerrero furou em bola na hora de marcar, após boa defesa de Victor. Enquanto isso, os mineiros quase ampliaram. Nas arquibancadas, festa e mais festa atleticana: primeiro, pela vitória no Beira-Rio, segundo, pelo rebaixamento do Cruzeiro. Aos 33 minutos, após lance aéreo, em uma saída errada de Victor, Guerrero cabeceou para o gol, mas Martinez salvou quase de dentro do gol. Dois minutos depois, Nonato bateu fraco, a bola desviou na defesa, e sobrou para Guerrero bater com força e empatar. 

Aos 51 minutos do segundo tempo, a virada. A primeira virada do ano. D'Alessandro cobrou falta para a área, Cuesta se antecipou à defesa, e desviou de cabeça: 2 a 1. Um final que pode abrir uma nova temporada promissora, com Eduardo Coudet.

Fonte: Rádio Líder FM/Ederson Abi/WH Comunicações
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...