CONFIANTE - 14/01/2020 14:14

Apresentado, Marcos Guilherme fala sobre oportunidade no Inter: "Chego para fazer história"

Atleta de 24 anos assinou contrato de três temporadas com o clube.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

O quarto reforço colorado já foi apresentado. O atacante Marcos Guilherme foi contratado em definitivo por três temporadas — o Inter adquiriu 80% dos direitos econômicos do atleta de 24 anos, que estava atuando no Al Wheda, da Arábia Saudita.

Ao ressaltar o fato de ser um atleta de intensidade durante os 90 minutos de jogo, Marcos Guilherme se apresentou ao torcedor colorado e destacou a satisfação de voltar ao Brasil para atuar em alto nível.

— Sou um jogador muito intenso. Minha principal característica é a velocidade. Tenho, para mim, que atacante que não ajuda na recomposição não vai longe. Me agrada muito essa parte tática do jogo. Estou muito feliz em voltar ao Brasil, principalmente a um time do tamanho do Inter. Voltei porque gostaria de atuar em alto nível. Estou pronto, apesar de estar há um tempo da Arábia — comentou.

"Sou um jogador de força e intensidade", diz Rodinei na sua apresentação no Inter"Sou um jogador de força e intensidade", diz Rodinei na sua apresentação no Inter

Durante o período no futebol árabe, o atleta contava com um fisioterapeuta que o ajudava em manter o alto nível físico. Sabendo da diferença de exigência que existe entre o futebol brasileiro para o do Oriente Médio, o atleta explicou os motivos pelos quais escolheu ter um equipe particular para trabalhos físicos e nutricionais. 

— Aprendi muito com o Paulo Autuori. Ele dizia sempre que "inteligente é aquele que aprende com os seus erros, e sábio, o que aprende com os erros dos outros". Por isso, observei os atletas que voltavam da Arábia para o Brasil com defasagem física e longe da forma ideal. Então, tinha minha própria equipe para me manter em alto nível para quando eu retornasse — explicou.

Em 41 jogos na Arábia Saudita, Marquinhos — como foi apresentado por Rodrigo Caetano — marcou 11 gols. Questionado sobre se esse número era satisfatório para um atacante, o jogador respondeu, sem estabelecer metas de gol em sua estada no Inter. Além disso, falou sobre a sua resistência e poucas lesões na carreira.

— Não costumo falar de metas. Foco na performance e no que eu posso ajudar o time. Gols e assistências são consequências do meu trabalho. Vou ajudar da forma que eu puder. Tenho claro que preciso melhorar sempre. Eu quero ajudar. Gosto de fazer gols, de dar assistências, todo jogador gosta. Desde o Athletico-PR, eu consegui fazer muitos jogos em sequência. Foi assim no São Paulo e na Arábia também. É difícil eu me machucar. Tenho uma recuperação muito rápida — afirmou. 

Sobre seu posicionamento, o jogador se colocou à disposição para atuar como segundo atacante ou como ponta, atuando tanto pelo lado direito quanto pelo esquerdo.

— Estou disposto a ajudar. Atuo como segundo atacante e pelos lados. Onde o (Eduardo) Coudet preferir que eu atue para ajudar a equipe, estarei à disposição. O que importa é eu estar em campo. Cheguei para fazer história neste clube — ressaltou.

Ao fim da entrevista, Marcos Guilherme falou de suas impressões dos primeiros treinos do técnico argentino:

— Coudet trabalha de forma muito intensa. Ainda não tinha visto nada parecido. Os treinos são muito fortes, e isso será um diferencial para nós nesta temporada.

Fonte: Gaúcha/ZH
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...