PINTOU O 10 - 24/01/2020 05:46

Após saída polêmica do Cruzeiro, Thiago Neves busca retomar carreira no Grêmio

Meia deve ser anunciado em breve pela equipe gaúcha
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Thiago Neves deve fechar contrato de um ano com o Grêmio Vinnicius Silva / Cruzeiro

Faltam poucos detalhes para Thiago Neves ser anunciado como reforço do Grêmio. As bases do contrato com um ano de duração já estão definidas, e o documento deve ser assinado nos próximos dias. A ideia da direção gremista é vincular o salário do jogador ao seu rendimento em campo. Com a ida de Romildo Bolzan ao Uruguai, quinta-feira, para compromissos pessoais, é questão de tempo a formalização da negociação.

O jogador de 34 anos está livre para fechar com o Tricolor depois de rescindir com o Cruzeiro e levar a questão para a Justiça — ele cobra cerca de R$ 17 milhões do clubes por salários e premiações atrasados. Uma reunião em Belo Horizonte entre o diretor-executivo Klauss Câmara, o atleta e seu empresário, Leandro Lima, encaminhou o acerto na terça-feira.

Caso a negociação se concretize, Thiago Neves brigará por vaga no time de Renato Portaluppi, em princípio, na vaga de Jean Pyerre. Embora o garoto ainda não tenha se recuperado da lesão que o tirou dos gramados em setembro do ano passado e não fixe data para seu retorno, com os dois à disposição, o treinador deve optar por apenas um na escalação. O veterano costuma jogar centralizado, atrás do centroavante.

— O aspecto mais diferente entre os dois é a intensidade e a velocidade. O Jean Pyerre, pela idade e o tipo físico, é mais veloz. O Thiago Neves cadencia mais, é mais pensante. Tem um chute e uma bola parada muito boa — avaliou Alexandre Simões, editor de Esportes do Jornal Hoje em Dia.

Mesmo que Renato Portaluppi ainda busque uma peça para o ataque, dificilmente Thiago Neves deve atuar como centroavante. No Cruzeiro, houve o mesmo dilema com a chegada de Rodriguinho. O veterano foi testado pelas beiradas do campo, mas não rendeu e virou reserva do armador.

— Como peça principal do elenco, Thiago nunca foi improvisado. Chegou a ficar no banco em algumas oportunidades. Não vejo, neste momento da carreira, ele aceitando com muita facilidade uma improvisação, ainda mais como centroavante. Sua principal característica é enxergar o jogo. Acho que o Grêmio também perderia se Renato optasse por improvisá-lo — opinou o repórter Tiago Mattar, do jornal Estado de Minas e do portal Superesportes.

Embora tenha saído do Cruzeiro com a imagem arranhada e sendo responsabilizado por parte da torcida pela queda inédita à Série B, Thiago Neves começou sua trajetória causando boas impressões à torcida mineira em 2017. Anunciado como presente na data do aniversario do clube, em 2 de janeiro, rapidamente se tornou o principal jogador do elenco, liderando a conquista do bicampeonato da Copa do Brasil.

— Na mesma velocidade em que alcançou esse status, porém, o meia viu tudo desmoronar. A defesa fiel de dirigentes que mancharam a história do clube, a vida desregrada fora de campo, com exposição frequente, e a queda de rendimento no momento em que o Cruzeiro mais precisou, são, sem dúvidas, os principais pontos para sua derrocada em Belo Horizonte — analisa Mattar.

Thiago Neves não conseguia dar boa resposta dentro de campo. O clima conturbado em que a política do Cruzeiro estava mergulhado - com denúncias de má administração, dirigentes do clube passaram a ter que responder à Polícia Civil e ao Ministério Público por supostos crimes de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e falsidade ideológica - potencializava a crise.

— A queda de desempenho do Thiago já tinha ocorrido em 2018, mas foi atenuada com as conquistas do Mineirão e da Copa do Brasil, em que ele marcou o gols nos dois títulos. O ano de 2019 foi desastroso para ele, principalmente porque, na reta final do Brasileirão, ele erra um gol de cabeça impressionante contra o Avaí e perde pênalti contra o CSA. A vida noturna dele sempre foi muito agitada em BH. Não foi só em 2019. Sempre teve muitos relatos. Só que em 2019 isso teve peso maior pelo desempenho do time — pondera Simões.

Fonte: Gaúcha/ZH
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...