DEMITIDO - 11/06/2021 14:48 (atualizado em 11/06/2021 15:33)

Inter oficializa a saída de Miguel Ángel Ramírez

Espanhol, que completou nesta quinta-feira 100 dias à frente do clube, não resistiu à eliminação para o Vitória no Beira-Rio
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

O Inter decidiu pela saída de Miguel Ángel Ramírez. O espanhol não resistiu à eliminação para o Vitória na terceira fase da Copa do Brasil, na noite da última quinta-feira, e será desligado do cargo pelo clube.

A diretoria colorada se reuniu na manhã desta sexta-feira para definir a saída do treinador, como o ge já havia noticiado que era a tendência depois da derrota na quinta. Além dele, deixam o clube o auxiliar Martín Anselmi, o preparador físico Cristóbal Fuentes e o analista de desempenho Luis Piedrahita.

Em isolamento após testar positivo para Covid-19, o treinador já foi comunicado da decisão. O clube agora define alguns ajustes para oficializar a saída de Ramírez – algo que deve ocorrer ainda nesta sexta-feira.

A diretoria pretende costurar uma ruptura em "comum acordo" com o treinador para evitar queimar a única troca de técnico por demissão permitida no Brasileirão. E também se proteger juridicamente de um eventual problema judiciário, já que o treinador está afastado por problema médico.

Os dirigentes também negociam o pagamento da multa rescisória. Conforme apurado pelo ge, o contrato prevê o abatimento progressivo do valor, com o avançar do tempo. Como o técnico cumpriu apenas três meses do vínculo que iria até o fim de 2022, o valor é próximo de US$ 2 milhões.

Contratado para conduzir um projeto a longo prazo de ruptura no modelo de futebol, Ramírez deixa o Inter com apenas três meses de trabalho e após comandar a equipe em 21 jogos. Foram 10 vitórias, quatro empates e sete derrotas, com um total de 53,9% de aproveitamento.

Neste período, o Colorado até viveu um momento de goleadas seguidas, mas nunca conseguiu engrenar de vez sob o comando do treinador. Além da goleada para o Fortaleza no último domingo e da eliminação para um adversário da Série B na Copa do Brasil, o ambiente conturbado com cobranças recorrentes ao espanhol também pesou para a saída.

Fonte: GLOBO ESPORTE
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...