TRAGÉDIA EM BRUMADINHO - 02/02/2019 08:44 (atualizado em 02/02/2019 15:22)

Bombeiros de SMOeste e Maravilha irão compor 2ª equipe de militares catarinenses em Brumadinho

Cabo Bianchi e o soldado Tonet embarcam na próxima terça-feira, dia 5 de fevereiro. Equipe 2 deve permanecer em Minas Gerais por pelo menos uma semana.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Marcos Lewe / Rádio 103 FM

A tragédia em Brumadinho, Minas Gerais, comoveu não só o país, mas o mundo. O rompimento de uma barragem de rejeitos de minério no último dia 25, já vitimou 115 pessoas e 248 ainda estão desaparecidas. Na "zona quente" como é chamado o local do desastre, equipes oriundas de diversos estados brasileiros se revezam em um trabalho exaustivo e delicado para resgatar vítimas e corpos em meio à lama. 

Nesta semana, a primeira equipe de Bombeiros catarinenses se deslocou ao local do desastre para prestar auxílio aos demais profissionais. Os catarinenses permanecem no local até a próxima semana quando uma segunda equipe de SC, formada inclusive por bombeiros da região, iniciará seu deslocamento. 

Capitão Moura, do Corpo de Bombeiros de Maravilha, vai liderar a segunda equipe (Foto: Arquivo WH Comunicações)

A data da viagem já está definida: terça-feira, dia 5 de fevereiro. Farão parte da Força-Tarefa, os bombeiros de São Miguel do Oeste, cabo Lucas BIANCHI e o soldado Jocilei TONET; de Iporã do Oeste, o soldado Geovan BOUFLEUR e de Maravilha, o capitão João de MOURA e seu cão de busca e resgate, Johny. Ainda vão compor a equipe, bombeiros de Chapecó, Pinhalzinho, Xanxerê, Lages e Brusque. De São Miguel do Oeste, o Cabo BIANCHI, militar há 14 anos e o soldado TONET, militar há 7 anos, tem cursos de especialização em áreas deslizadas e busca e resgate em estruturas colapsadas.

"Iriamos encaminhar quatro equipes do Estado em apoio à Minas Gerais e isso poderia durar em torno de 1 mês. Essas quatro equipes serão divididas e haverá um rodízio, até que feche um mês de apoio. Uma coisa que temos que considerar é a distância, demora-se um dia inteiro para chegar lá. A rotina de operações é altamente exaustivo, andando pela lama, fazendo a escavação, a localização dos corpos considerando que a chance de sobrevivência praticamente inexiste, acrescentando o calor, é bastante exaustivo para os bombeiros, por isso da necessidade natural da substituição", explica o chefe da Força-Tarefa, capitão João de Moura.

FORÇA-TAREFA
Capitão Moura e o cão Johny que vai participar da missão (Foto: Divulgação)
Esta segunda equipe será formada por 12 a 14 integrantes, com bombeiros especializados em intervenções em áreas deslizadas, uma expertise que foi adquirida em 2008 após deslizamentos que aconteceram no Vale do Itajaí e  Morro do Baú, onde várias pessoas foram soterradas. Desde então, as equipes de Forças-Tarefas que atuam em desastres começaram a ser capacitadas na área. “Nossa equipe é formada por especialistas nessa área, bombeiros binômios cinotécnicos (bombeiro e seu cão de busca e resgate), um militar para operar os drones que é uma ferramenta que tem sido muito útil no local”, explica. 

A terceira equipe deverá se deslocar à Brumadinho no dia 12 de fevereiro e a quarta equipe, no dia 19. “Para nós bombeiros que atuamos nessa área de desastre é uma satisfação ao mesmo tempo que é um pesar com um desastre dessas proporções. Mas treinamos há bastante tempo pra que a gente tenha essa oportunidade operacional. Faço parte da força-tarefa desde 2003, venho me capacitando desde então e essa é a primeira oportunidade que tenho de estar no atendimento de uma ocorrência dessa dimensão. Apesar de tristes, estamos satisfeitos de termos a oportunidade de colocar tudo que aprendemos na prática”, finaliza Moura. 

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: WH Comunicações / Camila Pompeo
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...