Saúde - 15/05/2019 22:01 (atualizado em 16/05/2019 08:30)

Mais de 26 milhões de pessoas precisam tomar vacina da gripe

Apenas 56% do público-alvo se vacinou, mostra balanço. Campanha encerra em 31 de maio
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

Cerca de 33 milhões de brasileiros haviam recebido a vacina da gripe até esta quarta-feira (15). O número corresponde a apenas 56% do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que termina no fim deste mês, em 31 de maio. Os dados são do último balanço do Ministério da Saúde (MS).

A vacina da gripe este ano protege contra três subtipos graves da influenza: A H1N1, A H3N2 e influenza B. A vacina contra a gripe de 2019 está disponível para 59,5 milhões de brasileiros. A escolha do público-alvo é determinada de acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Campanha nacional de vacinação teve início em 10 de abril

Até 27 de abril, foram registradas 99 mortes por influenza em todo o país. Ao todo, 535 pessoas precisaram ser hospitalizadas. Entre os casos fatais, 90% (88 pessoas) dos mortos pertenciam a grupos de risco, como idosos, portadores de doenças crônicas, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

Cobertura vacinal por estado

O relatório indica que os estados com maior cobertura até o momento são Amapá (83,81% do público alvo), Espírito Santo (69,4%), Alagoas (66,1%) e Rondônia (66%). No Amazonas, onde a campanha começou antes por haver um surto de gripe, a cobertura vacinal atinge 88,8% do público.

A situação é mais grave nos estados com menor cobertura: preocupa o cenário no Rio de Janeiro, com 38,3% do público alvo vacinado, e também no Acre (45%), São Paulo (48,8%), Pará (50,0%) e Roraima (51,8%).

Quem deve tomar a vacina?

* As vacinas oferecidas gratuitamente pelo governo são destinadas a:

* Crianças de 6 meses a 5 anos de idade;

* Gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias;

* Idosos;

* Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade.

* Portadores de doenças crônicas (HIV, por exemplo) que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

Quem não faz parte dessas categorias pode adquirir a vacina contra a gripe na rede privada por cerca de R$ 100 a 150.

A vacina não é capaz de causar a gripe em quem recebe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente.

Fonte: G1
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...