Estiagem - 23/08/2019 22:18

Em 10 dias, 358 ocorrências de queimadas foram registradas no estado

Até quarta-feira (21), estado contabilizou 2.023 incêndios em vegetação. Oeste tem maior número de ocorrências no estado.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Terrenos em São José, na Grande Florianópolis, pegaram fogo na última semana — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Em 10 dias, Santa Catarina registrou 358 ocorrências de queimadas, segundo o Corpo de Bombeiros Militares. A estiagem prolongada e a prática irregular de atear fogo em terrenos tem corroborado com a situação.

De 1º de janeiro até 12 de agosto, foram 1.655 atendimentos feitos pelos bombeiros. Até 21 de agosto, o acumulado do ano chegou a 2.023 incêndios.

Conforme o tenente-coronel Jefferson de Souza, o número de ocorrências é considerado alto e é propiciado pela baixa incidência dos índices pluviométricos (chuva), bem como a baixa umidade do ar. "Mas nossos dados dão conta que mais de 90% das ocorrências têm causa humana. Pela ação ou omissão", explica o coronel.

Regiões

Por região, levando em conta os batalhões de atendimento, o Oeste tem o maior número de ocorrências. Juntos, os bombeiros de Chapecó, Joaçaba, São Miguel do Oeste e Xanxerê atenderam 618 chamadas de incêndio.

"Sabemos que é muito comum em pequenas propriedades o agricultor fazer a limpeza de pastagem e a extinção de pragas com o fogo. Ou até incendiar lixo em terreno de vegetação. Daí ocorre a perda de controle", explica o coronel.

Ainda no Oeste está a unidade do Corpo de Bombeiros que mais registrou atendimentos no estado, o 14º BBM, com sede em Xanxerê e 263 atendimentos. Depois, o batalhão que atende parte do Sul do estado, com sede em Criciúma, registrou 258 queimadas no período.

"Na região Sul nós temos muita área de reflorestamento e cultivo, como em Sombrio, Araranguá, e Nova Veneza, e temos uma característica de turfa, que também ocorre na vegetação litorânea, em que o fogo se alastra muito rápido", explica.

Outras consequências

O tenente-coronel ainda destaca outros impactos que as queimadas causam. Além do impacto no meio ambiente e na saúde, em eventuais limpezas de terrenos pessoas ficam feridas com o fogo ou podem danificar imóveis próximos. Até mesmo o trânsito pode ser prejudicado pela fumaça.

No dia 12 de agosto, em Vargeão, no Oeste catarinense, uma queimada às margens da BR-282 pode ter propiciado um acidente envolvendo um caminhão e um carro. A carreta chegou a sair da pista. Os condutores tiveram ferimentos leves.

"Os bombeiros na região constataram que a queimada com fumaça intensa na rodovia pode ter colaborado para o acidente", completa o tenente-coronel.

Estiagem

Segundo boletim da Epagri/Ciram desta sexta-feira, 15 estações hidrológicas do estado estão em condição de estiagem.

Estão em situação de emergência mananciais e foz em Meleiro, Palhoça, Alfredo Wagner, Chapadão do Lageado, São João Batista, São Martinho, Concórdia e Camboriú. Outros sete mananciais estão em alerta hidrológico.

Veja a relação de cidades com mais incêndios em 2019
(fonte: Corpo de Bombeiros)
Florianópolis
Curitibanos
Videira
Santa Cecília
Campos Novos
Blumenau
Criciúma
Araranguá
Içara
Lages
São Joaquim
Itajaí
Penha
Tubarão
Imbituba
Garopaba
Mafra
Canoinhas
Papanduva
Monte Castelo
São José
Palhoça
Governador Celso Ramos
Catanduvas
Herval d'Oeste
Joaçaba
Palma Sola
São Miguel d'Oeste
Dionísio Cerqueira
Itapema
Balneário Camboriú
Bombinhas
Tijucas
Chapecó
Xanxerê
Abelardo Luz
São Lourenço do Oeste

Fonte: G1
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...