OPERAÇÃO TIMOR - 21/11/2019 13:31 (atualizado em 21/11/2019 14:39)

Advogado preso com drogas em SMO defendia chefe do tráfico na cidade e atuou de forma ilegal durante o processo

A mãe de um homem considerado chefe do tráfico de drogas em São Miguel do Oeste também foi presa.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Coletiva de imprensa esclareceu detalhes sobre a Operação Timor. (Foto: Marcos Lewe / Rádio 103 FM)

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), realizou na manhã desta quinta-feira (21), uma coletiva de imprensa para esclarecer informações sobre a "Operação Timor", deflagrada ontem (20), em São Miguel do Oeste. Durante a Operação, três pessoas foram presas, sendo duas mulheres e um homem, que atuava como advogado na cidade.

Segundo o Delegado responsável pela DIC, João Westphal Martins, a "Operação Timor" foi deflagrada como uma sequência da Operação Lata Velha II, deflagrada em julho deste ano, também em São Miguel do Oeste, e que teve o objetivo de inibir os crimes de tráfico de armas, drogas e outros crimes.

Na Operação Timor, deflagrada ontem (20), a Polícia Civil, de posse de mandados de busca e apreensão, foi até um apartamento da cidade, local onde funcionava um escritório de advocacia e era também a residência de um dos alvos, um advogado de 34 anos. Conforme a Polícia, no local as equipes policiais acabaram encontrando várias porções de cocaína e uma balança de precisão. A droga estava espalhada em vários cômodos da casa. Segundo a Polícia, a quantidade exata ainda será apurada, no entanto, havia aproximadamente quatro porções de cocaína já fracionadas para venda. 

Uma mulher, que não tinha vínculo afetivo ou familiar com o advogado, também estava no local. Ela também já era alvo da Polícia por estar envolvida, há tempos, com a venda de drogas na cidade. Por haver fortes indícios de tráfico de entorpecentes, o advogado e ela foram presos pelo cometimento deste crime. A terceira pessoa presa foi uma idosa, de 65 anos, que é mãe de um dos homens apontados como chefe do tráfico na cidade.

Mãe do homem apontado como chefe do tráfico em São Miguel do Oeste também foi presa. (Foto: Marcos Lewe / Rádio 103 FM)

Ainda, segundo a Polícia Civil, o advogado preso na Operação Timor, teve acesso aos depoimentos das testemunhas do processo envolvendo a Operação Lata Velha II, os quais eram sigilosos, e repassou os conteúdos à família do homem considerado chefe do tráfico. De posse das informações, os envolvidos acabavam coagindo as testemunhas. Há relatos, conforme a Polícia, de pessoas que foram ameaçadas de morte pelos envolvidos.

O advogado permanece preso em São Miguel do Oeste, já as duas mulheres presas durante a Operação foram transferidas e estão no presídio feminino de Chapecó.


VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Marcos Lewe / Rádio 103 FM
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...