POLÍCIA - 29/03/2020 10:23

Filho é preso em flagrante após mãe acionar aplicativo com 'botão do pânico' em Chapecó

Homem descumpriu medida protetiva a favor da mãe, de 74 anos.
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Botão do pânico é um recurso do aplicativo exclusivo para mulheres que tenham medida protetiva — Foto: PMSC/ Divulgação

Um homem, de 33 anos, foi preso em flagrante na quinta-feira (26), no bairro Palmital, em Chapecó, no Oeste catarinense, por descumprir medida protetiva a favor da mãe, de 74 anos. A prisão ocorreu após a vítima fazer um chamado por meio de um aplicativo da Polícia Militar utilizando o "botão do pânico", ferramenta criada para auxiliar a garantia da medida protetiva concedida a mulheres vítimas de agressão doméstica.

De acordo com a PM, foi a primeira vez que a funcionalidade proporcionou uma prisão em flagrante no município. Os policiais informaram, ainda, que o homem é usuário de drogas e já cometeu violência doméstica e furtos. Ele possuía medida protetiva de urgência contra a mãe e não poderia se aproximar dela, mas descumpria a medida e fugia quando a mulher acionava o 190.

A guarnição da Rede Catarina do 2º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira visitou a vítima e ativou o "botão do pânico" para ela recurso disponível apenas para vítimas com a medida protetiva. Na quarta-feira (25), segundo relato da vítima, o suspeito foi até a residência para a extorquir. A mãe chegou a usar o recurso, mas ele saiu rapidamente do local e não foi preso.

No dia seguinte, quando a vítima acionou o aplicativo e os policiais foram novamente até a residência. Ao perceber a aproximação policial, o homem fugiu pelos fundos do terreno, mas acabou detido por descumprir o mandado de prisão e encaminhado à Central de Plantão Policial.

Aplicativo da polícia

O recurso serve para que a vítima de violência doméstica, caso não consiga ligar e também não queira ser exposta durante o fato, acione a Central Regional de Emergências (CRE) via aplicativo de celular para que a PM desloque até o local da denúncia.

Rede Catarina

O programa acompanha 54 vítimas em Chapecó. Durante as visitas, a guarnição especializada auxilia as mulheres na instalação do aplicativo PMSC Cidadão e também como utilizar a ferramenta. Além disso, os policiais também realizam orientações via aplicativo de mensagem, prestando todo apoio necessário no momento de fragilidade.

Fonte: G1 SC
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...