TRÂNSITO - 22/11/2021 11:52 (atualizado em 22/11/2021 13:56)

Motorista atropela adolescentes e mata filho de médico em Chapecó: ‘vou matar todo mundo’

Homem de 25 anos estaria bêbado e drogado, segundo a Polícia Civil. Transtornado, conforme testemunhas, o suspeito teria dito frases como ‘vou matar todo mundo’. Ele se apresentou à polícia
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Imagem mostra o carro usado para atropelar os adolescentes — Foto: Polícia Civil/Divulgação/

A PC (Polícia Civil) investiga a morte de Francisco Dalla Costa, de 16 anos, após ser atropelado na madrugada deste sábado (20) na linha Rodeio Chato, no interior de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Outro jovem da mesma idade também foi atropelado e recebeu alta após ficar internado por um dia no HRO (Hospital Regional do Oeste).

O suspeito é um homem de 25 anos que, momentos antes do atropelamento, se envolveu em uma briga por ciúmes durante uma festa em um clube. Segundo o delegado que investiga o caso, Thiago de Oliveira, testemunhas disseram ele estava sob o efeito de bebida alcoólica e drogas.

“Testemunhas relataram que ele bebeu muito e também foi visto usando droga, ocasião em que teria iniciado uma discussão porque alguém supostamente olhou para sua namorada. Em decorrência disso foi desferir um soco em um dos aniversariantes, porém acertou o pai deste, iniciando uma confusão generalizada”, relatou Oliveira.

Em seguida, por volta das 3h, o suspeito deixou a festa em um carro Renault/Sandero de cor prata. Antes disso, segundo a investigação, deu um chute no veículo da mãe do aniversariante, quebrando o para-choque, e depois entrou no seu próprio carro para fugir.

“O suspeito teria tentado atropelar outras pessoas ainda nas dependências da festa, quando então teria mencionado que sairia atropelando “todo mundo”, e que sairia para buscar uma arma, pois “mataria todo mundo”, detalhou Oliveira.

Naquele momento, sete jovens caminhavam na lateral da rua em direção à mesma festa quando foram surpreendidos pelo veículo. “Ele entrou na contramão repentinamente e atropelou os jovens. Alguns conseguiram fugir, mas os dois de 16 anos foram atingidos”, complementou o delegado. “O veículo utilizado para a prática da infração penal em nenhum momento tentou a frenagem, nem antes e nem após atingir as vítimas.”

Devido às condições de saúde, o outro jovem atropelado ainda não foi ouvido. Ele não corre risco de morte.

O motorista estava sozinho no carro e fugiu sem prestar socorro às vítimas. O homem se apresentou com advogado na Delegacia de Polícia Civil neste domingo (21). Em seu depoimento, conforme a polícia, alegou que “as pessoas entraram no meio da pista, não viu e fugiu após ter ficado com medo.”

Um pedido de prisão preventiva já foi aberto pelo delegado na noite de domingo. O homem tem antecedentes criminais por resistência e desacato. A polícia trata o caso como homicídio doloso e tentativa de homicídio.

A reportagem do ND+ não conseguiu contato com a defesa do suspeito, mas o espaço segue aberto para contraponto.

Perícia Cientifica periciou o local onde ocorreu o atropelamento — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Morte cerebral 

O Corpo de Bombeiros Militar informou no relatório da ocorrência que socorreu Francisco ainda com vida. O jovem estava inconsciente com TCE (traumatismo cranioencefálico) e suspeita de lesão na coluna. Infelizmente, o garoto teve morte cerebral diagnosticada  no fim da tarde de domingo (21) no Hospital Unimed.

O segundo adolescente vítima do atropelamento foi atendido consciente, segundo os bombeiros. O garoto sofreu diversos cortes pelo corpo, suspeita de fratura no nariz, contusão no crânio e teve dentes quebrados.

Francisco era atleta da Escola do Grêmio de Chapecó. Na internet, a instituição lamentou o ocorrido. “Com o coração cheio de tristeza que lamentamos o falecimento de um atleta muito querido aqui na Escola, o Francisco Dalla Costa, mais conhecido como Chico. Ele sofreu um acidente e acabou não resistindo. Manifestamos nossa solidariedade e força a toda família”, disse.

O garoto era filho de um médico de um hospital privado da cidade. Segundo amigos da família, os pais estão desolados.

Meninos estavam indo para a festa quando foram atropelados, segundo a Polícia Civil — Foto: Polícia Civil/Divulgação/
Fonte: ND+
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...