Gratidão - 09/12/2021 08:19

"Foi instinto": bombeiro visita idosa que salvou de incêndio em SC e lembra ato heroico

O assunto gerou repercussão, e Allyson recebeu uma menção de aplausos na Câmara de Vereadores local após a atitude
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
O casal de idosos agradeceu pelo ato de heroísmo que salvou suas vidas e sua casa(Foto: Arquivo pessoal)
O bombeiro Allyson Alberton seguiu seu instinto durante um dia de folga e ​salvou uma idosa das chamas em Videira. Ele jogava vôlei quando viu a fumaça saindo da casa da mulher e correu para socorrer os moradores da casa que pegava fogo. Nesta terça-feira (7), dois dias após o ato heroico, ele foi visitar a família que salvou.
O assunto gerou repercussão, e Allyson recebeu uma menção de aplausos na Câmara de Vereadores de Videira após a atitude. Segundo ele, reconhecimento que está recebendo agora não era imaginado.
— Foi instinto mesmo, sabia que tinha que fazer algo naquele momento. Após o ocorrido, fiquei muito feliz pelo reconhecimento da população, em saber que além de a população poder contar com os bombeiros, a gente também pode contar com a população. Foi incrível — detalha.
O bombeiro de 26 anos trabalha em Tangará, cidade vizinha de Videira, no Meio-Oeste. No domingo, quando aproveitou a folga para jogar volêi, viu a fumaça saindo da casa de dona Mara, de 61 anos, e seu Eloi Vanzela, de 63 anos. Allyson tirou o arame farpado do muro e pulou para chegar à residência. 
Ele encontrou dona Mara em estado de choque dentro da casa já tomada pela fumaça, e a levou para fora. Ela e o marido demoraram a perceber que a residência pegava fogo, e seu Eloi já estava no exterior da casa antes dos sinais de incêndio ficarem evidentes. 
Com a ajuda dos colegas de vôlei, o bombeiro pegou os extintores do complexo esportivo e usou para conter o fogo, que já estava controlado quando a equipe de bombeiros em plantão chegaram ao local. Segundo Allyson, o casal de idosos agradeceu pelo ato de heroísmo que salvou suas vidas e sua casa.
— Não paravam de me abraçar e agradecer, falaram que vão fazer um churrasco e é para eu fazer a lista de convidados (risos). [Disseram] Que não aceitam um não como resposta, porque se não fosse eu talvez nem tivessem mais onde fazer — conta.
Fonte: DC
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...