POLÊMICA - 28/06/2022 14:23 (atualizado em 28/06/2022 15:11)

VÍDEO: Em fala polêmica, delegado critica superdimensionamento de caso do cão e pede mesmo empenho para causas humanas

Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
O delegado da Polícia Civil, João Luiz Miotto, foi o entrevistado na manhã desta terça-feira (28) no programa Atualidades da Rádio Líder e analisou o caso do cachorro que foi morto neste mês em Maravilha. Na ocasião do crime, um empresário ofereceu R$ 20,00 para dois homens mataram o cão. 

O caso tomou ampla repercussão e mobilizou uma manifestação no último sábado (25) pelas ruas de Maravilha, com a organização da ONG Ame Bicho. 

Foto: Rádio Líder/WH Comunicações
Na manhã desta terça-feira, o delegado afirmou que indiciou os envolvidos por crime de maus-tratos e encaminhou a investigação para o Ministério Público. 

Durante a entrevista, o delegado fez uma reflexão sobre a proporção que o caso ganhou e abordou a falta de mobilização pelas causas humanas, como crimes de abuso sexual. Ele analisou o superdimensionamento do caso do cão morto e afirmou que não há manifestações quando ocorrem crimes como estupro, ou, a necessidade de mais efetivo para a polícia combater os crimes no município. “Enquanto isso, temos casos gravíssimos que aconteceram na cidade e a gente não observa o mesmo empenho da população”, afirmou. 

Assim, o delegado disse que entende a causa animal, mas gostaria do mesmo empenho da comunidade para manifestar contra outras situações, como crimes contra as pessoas. 
Foto: Rádio Líder/WH Comunicações
VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Ederson Abi/Rádio Líder/WH Comunicações
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...