VIVA BEM - 09/12/2021 13:59

Fonoaudiologia preventiva auxilia no desenvolvimento e na qualidade de vida

Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Amanda Cristina Bergamo – Fonoaudióloga / Divulgação

No dia 9 de dezembro comemoramos o dia do fonoaudiólogo, profissional que atua na prevenção, avaliação, diagnósticos e reabilitação de distúrbios relacionados aos processos de comunicação, sejam eles na fala, linguagem, audição ou aqueles relacionados a funções, como a mastigação, deglutição e respiração.

O fonoaudiólogo pode estar presente em muitos aspectos desde o início de nossas  vidas, atuando na orientação e auxilio na amamentação, triagem auditiva neonatal (teste da orelhinha), teste da linguinha, estimulação de linguagem. Também, atua nas dificuldades relacionadas a linguagem oral ou escrita, no tratamento dos distúrbios que afetam a comunicação humana e sua interface com a cognição, relacionando-a com o funcionamento cerebral. 

Saiba mais:

Veja todas as matérias do Viva Bem

A Fonoaudiologia tem muito a oferecer à educação das crianças, como, agregando conhecimentos sobre a comunicação humana, que são de sua competência, assim como discutindo estratégias educacionais que possam favorecer o processo de ensino e aprendizagem, participando do planejamento educacional na elaboração, acompanhamento e execução de projetos, programas e ações que contribuam para o desenvolvimento de habilidades e competências, visando otimizar o processo de ensino e aprendizagem.

Ainda, realiza promoção de saúde, diagnóstico e tratamento relacionado a musculatura dos lábios, língua, bochechas e face e funções como respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala nos diferentes ciclos da vida. 

Além disso, previne, avalia e trata os problemas da voz falada, cantada, as disfonias e aperfeiçoa os padrões vocais. Qualquer dificuldade na produção da vocal pode ser considerado um problema, como rouquidão, cansaço ao falar, voz fina ou grossa, fraca ou forte demais. A Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia,  destaca: se sua voz teve alterações nos últimos tempos, por exemplo, ficou rouca ou fraca e melhora quando você fica alguns dias sem falar muito e piora em situações em que usa mais a voz, é possível que você tenha um problema. Se isso durar mais que 15 dias, você deve consultar um fonoaudiólogo. 

Alguns cuidados são importantes para manter a voz saudável: 

- Evitar uso vocal intenso (falar muito alto) durante períodos prolongados principalmente em ambientes ruidosos;
- Evitar o esforço (pigarrear, gritar ou sussurrar);
- Fazer repouso vocal; 
- Evitar o consumo de álcool em excesso e cigarro; 
- Manter alimentação saudável; 
- Ingerir bastante água;
- Não realizar automedicação;
- Falar devagar e articular bem. 

O Fonoaudiólogo também atua na recuperação de diversos distúrbios auditivos, proporcionando desde terapias até à adaptação de aparelhos auditivos (AASI), para aqueles que perderam parcialmente a audição. Uma outra vertente da área, reabilita pessoas com problemas relacionados à equilíbrio e zumbido, grandes causadores de procura a profissionais da saúde. 

Já a Audiologia Ocupacional enfatiza a prática no contexto trabalhista. Nesse ramo, são realizados testes audiométricos admissionais, periciais e ocupacionais. Também, trabalha desenvolvendo programas de prevenção ocupacional, a implantação de programas de qualidade de vida do trabalho, bem como detecção e diagnóstico dos riscos fisiológicos.

Confira algumas dicas para evitar perdas auditivas: 

- Evite ouvir som muito alto;
- Cuidado com os fones de ouvido por tempo prolongado;
- Não utilize cotonetes ou objetos pontiagudos na orelha; 
- Utilize equipamento de proteção individual em locais de trabalho onde o ruído fique acima do permitido; 
- Certifique-se que seu filho recém-nascido passará pela Triagem Auditiva Neonatal também conhecida como teste da Orelhinha;
- Realize exames periodicamente: Ao identificar perdas auditivas em seus estágios iniciais, em muitos casos é possível tratá-las. 

Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste
Amanda Cristina Bergamo – Fonoaudióloga - CRFa3-10960
Diretora técnica - Katia Bugs – médica - CRM 10375 – Nefrologista - RQE 5333


Fonte: Ascom Hospital Regional
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...