CORPO DE BOMBEIROS - 18/04/2016 10:39 (atualizado em 23/05/2019 10:32)

Companhia comemora 20 anos de instalação e evolução em Maravilha

Conheça um pouco mais dessa história com o depoimento de pessoas que acompanharam a trajetória e o crescimento da estrutura e dos profissionais
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!
Foto: Ederson Abi/WH Comunicações

Um grupo doou tijolos, alguns empresários mandaram cimento e uma outra equipe ajudou a trabalhar. Foi assim que começou a construção da estrutura física do Corpo de Bombeiros em Maravilha. O bombeiro aposentado e com mais de 30 anos de experiência, Alcimar Antônio Lauer, viu de perto a transformação de um sonho em realidade. Ele conta que já trabalhava em Chapecó, ajudou na instalação dos bombeiros em Pinhalzinho e chegou para coordenar o trabalho em Maravilha no ano de 1995.

Foto: Corpo de Bombeiros/Arquivo

Lauer conta que a comunidade foi determinante para construir a estrutura, já que todos ajudaram e repassaram os materiais para a edificação. “Tudo pela comunidade. Algumas empresas ajudaram mais, outras menos, o governo do estado, a prefeitura. Foi juntado um caminhão velho, transformado para caminhão de combate a incêndio. Uma ambulância capotada da prefeitura foi reformada e feita ambulância do bombeiro”, lembra.

Da ideia à construção

Diversos incêndios, que destruíram residências e causaram horror nas pessoas, foi o impulso inicial para a instalação de uma corporação de bombeiros na Cidade das Crianças no ano de 1979. Provisoriamente foi criada uma associação e bombeiros voluntários, que teve como primeiro presidente Alsir Lunelli. 

Foto: Corpo de Bombeiros/Arquivo
Essa associação ficou ativa até meados de 1985, quando praticamente foi esquecida por falta de recursos para se estruturar. Dez anos depois a entidade foi reativada, e então assumia a primeira diretoria efetiva presidida por Ramassés Mascarello. No dia da posse da diretoria foi arrecadado o valor de R$ 20 mil, sendo que um pré-levantamento indicava que seria necessário o montante de R$ 67 mil para a reativação e pleno funcionamento. 

Após buscas e esforço comum da diretoria, com colaboração de Prefeitura, empresários e comunidade maravilhense, no dia 20 de abril de 1996 foi inaugurada a Estação do Corpo de Bombeiros Voluntários de Maravilha. A sede construída era moderna e equipada com o máximo das disponibilidades ao alcance, sendo que na ocasião também foram apresentadas as primeiras viaturas. 

Essa foi a data que marcou a reativação efetiva dos bombeiros, que na época formou a primeira turma de soldados de fogo, com 35 homens. Atualmente a 3ª Companhia de Bombeiros Militar de Maravilha conta com 14 bombeiros militares, seis civis e 40 voluntários. 

A guarnição de Maravilha possui hoje dois caminhões, duas ambulâncias, três viaturas administrativas, uma camionete 4x4 e duas embarcações. A 3ª Companhia atende os municípios de Romelândia, Flor do Sertão, Iraceminha, Tigrinhos, São Miguel da Boa Vista e Santa Terezinha do Progresso, além do município sede. São subordinados ao quartel dos bombeiros de Maravilha as guarnições de Cunha Porã e Anchieta. 
As atividades do Corpo de Bombeiros Comunitários de Maravilha são mantidas pelo Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom). 

Um motivo de comemoração para os bombeiros de Maravilha é a construção da nova sede da guarnição, que será instalada na Avenida Orlando Valério Zawadzki, próximo a Universidade do Oeste Catarinense (Unoesc). O terreno da nova sede terá 1.500 m², sendo 1.300 m² de área construída. 

Foto: Corpo de Bombeiros/Arquivo
Comandante

O tenente João Emiliano de Moura Silva Miranda assumiu o comando da 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros no início de 2013 em Maravilha. Segundo ele, muitas pessoas fazem parte da bonita história da corporação no município. Ele disse que a cidade tem uma peculiaridade, que é o grande envolvimento na evolução do quartel. Além disso, Moura afirmou que é um privilégio contar com os bombeiros voluntários, com treinamento qualificado para contribuir com o trabalho. 

O comandante disse que muitas vidas foram salvas ao longo dos últimos 20 anos e patrimônios preservados com a ação dos profissionais. Ele fez referência ao comprometimento da comunidade com os bombeiros e disse que, por isso, a 3ª Companhia está comemorando essa história.

Foto: Ederson Abi/WH Comunicações
20 anos de farda

Valdecir Sartori, de 43 anos, presenciou todas as transformações do Corpo de Bombeiros. Ele entrou na primeira turma como o único bombeiro civil profissional e ainda está na atividade. Sartori conta com emoção a história de lutas e conquistas e afirma que não tem como explicar 20 anos de história. Segundo ele, foram situações boas, mas também presenciou desastres. No entanto, ele diz que é uma realização pessoal e um prazer trabalhar na corporação. Segundo o bombeiro, o início foi difícil, mas o quartel se tornou uma referência regional e hoje tem boa estrutura. 

Após 20 anos de trabalho, o profissional comenta que o objetivo é permanecer por muito tempo vendo as coisas boas da região. Porém, ele diz que também existem coisas ruins que precisam ser atendidas, como acidentes, mas esse é o trabalho do Corpo de Bombeiros.

Entre todos os fatos marcantes, Sartori lembrou a ajuda que os bombeiros prestam todos os dias para a população e a tragédia de 2007, na BR 282 de Descanso, onde o bombeiro militar Evandro Daltoé perdeu a vida. Também morreram um policial militar e um integrante do SAMU de Maravilha, o que entristeceu todo o grupo. 

Nova sede
Foto: Corpo de Bombeiros
  • Investimento R$ 1,2 milhão
  • Terreno: 1.500 metros quadrados
  • Edificação: Três pavimentos
  • Área: 1.300 metros quadrados
  • Instalação: Corpo de Bombeiros, Samu e Defesa Civil Municipal
Previsões
  • Licitação: Segundo Semestre de 2016
  • Início da obra: Ainda neste ano

Ações na região em 2015
  • 2.265 - Ocorrências
  • 1.698 - Pré-hospitalar
  • 92 – Incêndios
  • 48 – Salvamento/Resgate
  • 6.2 - Média por dia

Em 2016

  • 670 - Ocorrências
  • 6.5 – Média por dia

Prevenção

O Corpo de Bombeiros trabalha de forma intensa e tem grande foco nas ações de prevenção na região de Maravilha. Segundo o comandante, Tenente Moura, foram 721 projetos preventivos de edificação aprovados em 2015. Além disso, a equipe realizou 10.776 vistorias de funcionamento no comércio e similares fez a liberação de Habite-se para 537 espaços. 

O tenente Moura destaca que os três cursos de capacitação para brigadista voluntário de empresas demonstra o papel importante do Corpo de Bombeiros e a preocupação de proteger a comunidade de Maravilha. 

VEJA MAIS IMAGENS
Fonte: Ederson Abi/Ilaine Rohden/O Líder
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Carregando...