Novas conexões - 18/11/2021 08:14

Meu celular funciona no 5G? Lista de aparelhos compatíveis com a tecnologia beira 50 modelos a partir de R$ 1.799

Certificações avançam após a concessão das faixas de radiofrequência para uso já em 2022; seis fabricantes têm portfólios para todos gostos e bolsos
Comente agora!
Recomendar correção
Obrigado pela colaboração!

 O leilão do 5G movimentou R$ 47,2 bilhões e criou um calendário de cobertura no país: a tecnologia será realidade a partir de julho de 2022 nas capitais e no Distrito Federal.

O que muitos consumidores querem saber é: existem aparelhos celulares, iPads e outros produtos tecnológicos compatíveis com a internet de quinta geração já à venda no país? A resposta é sim.

A lista mais atualizada da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), cujo InfoMoney teve acesso, mostra a existência de 47 modelos de smartphones e iPads já homologados pela agência como compatíveis para fornecer o 5G.

Segundo a agência, a primeira certificação de um aparelho celular para o 5G ocorreu em junho de 2020, e esse processo caminha em ritmo acelerado após o desempenho do leilão, considerado o maior do mundo pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento) devido ao tamanho e à quantidade de faixas de radiofrequência colocadas sob concessão.

Mesmo se você tiver hoje o aparelho celular apto a operar no 5G, terá de esperar pela implantação das redes por parte das prestadoras que arremataram os lotes das faixas de radiofrequência, as vias por onde a tecnologia vai percorrer para fazer o seu celular baixar um filme de forma muita rápida, por exemplo.

A Anatel esclarece que as prestadoras de serviço móvel estão anunciando, no momento, o lançamento comercial do 5G por meio da técnica de compartilhamento das frequências em uso pelo 4G e 3G. Assim, o que as empresas do setor estão fazendo é uma espécie de preparação das redes atuais para a evolução do 5G.

Aproveitando a boa onda, as fabricantes de celulares e iPads não ficaram para trás. Os novos lançamentos e as versões mais recentes de smartphones das grandes marcas já estão sendo comercializados com o chamariz de: aqui roda 5G.

A lista da Anatel mostra 47 itens com a certificação para 5G de seis fabricantes. Vale ressaltar que, a cada dia, novos modelos ganham este status da agência reguladora e a quantidade de opções ao consumidor só tende a crescer.

No país, só é permitida a comercialização de produtos para telecomunicações com Certificados de Conformidade Técnica válidos e devidamente homologados pela Anatel. Esse processo de certificação conduzido pela agência leva em consideração padrões de qualidade e de segurança, além de funcionalidades técnicas regulamentadas.

A Samsung desponta com o maior portfólio de smartphones 5G homologados, com 13 opções. Os preços começam a partir de R$ 1.999 e atingem R$ 13.999, caso do Galaxy Z Fold2 5G.

Smartphone premium, o aparelho tem câmera traseira tripla de 12 MP (megapixels) e bateria dupla que promete várias horas de desempenho, entre outras funcionalidades. Já o Galaxy S21 FE 5G, produto que ainda será lançado, já obteve a certificação da agência reguladora.

As mais recentes versões do iPhone, da Apple, também operam com o 5G. Segundo a Anatel, os modelos de iPhone 13 e iPhone 12, além de dois iPads da marca, já funcionam com a internet de quinta geração.

A Apple diz que além da velocidade de conexão mais elevada, os consumidores de seus iPhones com 5G terão a possibilidade de um streaming “com mais qualidade”.

A Motorola é outra que conta com oito modelos certificados. Três produtos, no momento, constam como indisponíveis no site da empresa. O celular mais em conta com 5G da marca é também o mais barato da lista da Anatel, sendo encontrado a partir de R$ 1.799. O Moto G50 permite, a partir do 5G, “baixar filmes em segundos, jogar online sem lag e assistir a vídeos do YouTube sem demora”.

A Xiaomi também obteve, até o momento, a certificação de sete modelos de smartphones, cujos preços variam de R$ 2.483 a R$ 9.199. O Mi 11 5G, aparelho com preço mais elevado do portfólio com 5G da multinacional chinesa de tecnologia, dá ao consumidor a possibilidade de gravar “filmes com câmeras acopladas de nível de estúdio”, mesmo em ambientes com pouca luz.

A Realme e a ASUS também possuem três e seis modelos com 5G, respectivamente.
Chama a atenção na listagem da Anatel a certificação dada a um módulo sem fio de alto desempenho para a interconexão à internet de pessoas, coisas e dados, o ecossistema da Internet das Coisas (IoT), campo que será muito ampliado com o uso do 5G nos próximos anos.

A Fibocom, fornecedora de soluções sem fio no setor de IoT para as empresas de telecomunicações, diz que o FM350-GL, modelo do produto, é um módulo que disponibiliza velocidade gigabit, liberando o potencial da tecnologia celular para diferentes demandas. O aparelho é tido como ideal para segmentos de gateways, monitoramento industrial, tratamento médico remoto e realidade virtual.

Celulares e iPads com 5G, por preço*:

Apple
iPhone 13 Pro Max, a partir de R$ 10.499
iPhone 13 Pro, a partir de R$ 9.499
iPhone 13, a partir de R$ 7.599
iPhone 13 mini, a partir de R$ 6.599
iPhone 12 Pro Max, a partir de R$ 10.199
iPhone 12 Pro, a partir de R$ 9.999
iPhone 12, a partir de R$ 6.499
iPhone 12 mini, a partir de R$ 5.699
iPad mini 6th Gen, a partir de R$ 6.199
iPad Pro 12.9”, a partir de R$ 10.799

Motorola
Motorola Edge 20Pro, a partir de R$ 4.499
Motorola Edge 20, a partir de R$ 3.599
Moto G100, a partir de R$ 3.229,15
Moto Edge 20 Lite, a partir de R$ 2.699
Moto G50, a partir de R$ 1.799,10
Moto G 5G (indisponível)
Moto G 5G Plus (indisponível)
Moto Edge 5G (indisponível)

Realme
Realme GT Master Edition, a partir de R$ 3.699
Realme 8 5G, a partir de R$ 2.500
Realme 7 5G, a partir de R$ 2.299

ASUS
ROG Phone 5S, a partir de R$ 6.799
ROG Phone 5, a partir de R$ 5.512
ROG Phone 3, a partir de R$ 5.299
Zenfone 8 Flip, a partir de R$ 4.596
Zenfone 8, a partir de R$ 4.200
Zenfone 7, a partir de R$ 3.869,10

Samsung
Galaxy Z Fold 2 5G, a partir de R$ 13.999
Galaxy Z Fold 3 5G, a partir de R$ 12.799
Galaxy S21 Ultra 5G, a partir de R$ 7.999
Galaxt Z Flip 3 5G, a partir de R$ 6.999
Galaxy Note 20 5G, a partir de R$ 6.499
Galaxy Note 20 Ultra 5G, a partir de R$ 5.999
Galaxy S 21+ 5G, a partir de R$ 5.599
Galaxy S 21 5G, a partir de R$ 4.499
Galaxy A 52 5G, a partir de R$ 3.499
Galaxy S21 FE 5G preço indisponível
Galaxy A52s 5G, a partir de R$ 2.799
Galaxy M52 5G, a partir de R$ 2.159
Galaxy A32 5G, a partir de R$ 1.999

Xiaomi
Mi 11 5G, a partir de R$ 9.199
Mi 10 T Pro 5G, a partir de R$ 6.715
Poco F3, a partir de R$ 5.887
Mi 10 T, a partir de R$ 5.703
11 Lite 5G, a partir de R$ 3.679
Poco M3 Pro, a partir de R$ 2.759
Redmi Note 10 5G, a partir de R$ 2.483
Fibocom Wireles (módulo)
Módulo FM350-GL, a partir de R$ 2.639

*os preços foram cotados nesta quarta-feira (17)

Como conferir a lista da Anatel

A Anatel mantém em sua página a lista de tecnologias homologadas para o 5G. O InfoMoney não conseguiu acessar o conteúdo sobre os smartphones certificados com 5G, que foi repassado pela agência via e-mail.

Por meio de nota, a Anatel diz que houve um “problema nos filtros da consulta pública de produtos homologados”, e a opção que possibilitava selecionar a tecnologia do produto foi retirada do site.

“A área responsável está trabalhando na elaboração de um dashboard [painel de informações] que irá permitir ao usuário voltar a utilizar as opções de filtros específicos”, afirma a Anatel.

Telefones 4G, 3G e 2G vão acabar?

O anúncio do 5G também criou outra dúvida: os celulares que funcionam hoje com 4G, 3G e 2G vão desaparecer? Segundo a Anatel, a resposta é não.

Os aparelhos com as tecnologias anteriores continuarão em operação. “O 5G agregará novas faixas de frequência à telefonia celular, sem contudo alterar as faixas já disponibilizadas para o uso do serviço”, diz a agência.

Futuro (presente) com o 5G

O 5G fornecerá conectividade de banda larga robusta, com baixa latência (tempo mínimo entre o estímulo e a resposta da rede de Telecom) de forma massiva. Trata-se de uma infraestrutura que possibilitará a criação de novos serviços, afirma a Anatel.

A grande diferença do 5G está na diversidade de uso que a rede deve suportar, quando comparada às atuais, desenvolvidas essencialmente para disponibilizar banda larga móvel. O 5G permitirá a conexão de pessoas e objetos.

Entre os avanços esperados para o 5G estão:

- Aumento das taxas de transmissão – maior velocidade

- Baixa latência – tempo mínimo entre o estímulo e a resposta da rede de telecom

- Maior densidade de conexões – quantidade de dispositivos conectados em uma determinada área

- Maior eficiência espectral – quantidade de dados transmitidos por faixa de espectro eletromagnético

- Maior eficiência energética dos equipamentos – economia e sustentabilidade

A integração de diversos componentes com diferentes tecnologias levará as redes 5G na direção de comunicações bem mais confiáveis e com ultraconectividade.

O 5G também é aguardado como grande propulsor nas indústrias automobilística, agropecuária, de saúde e bem estar, manufatureira e logística no sentido da elevada digitalização, o que pode viabilizar os conceitos de indústria 4.0 e agro 4.0, aponta a Anatel.

Fonte: Infomoney
Publicidade
Publicidade
Nenhum comentário enviado
:
Cadastro WH3
Clique aqui para se cadastrar
Entre em contato com a WH3
600

Rua 31 de Março, 297

Bairro São Gotardo

São Miguel do Oeste - SC

89900-000

(49) 3621 0103

Carregando...